GREVE NO DETRAN: Amir Lando intermediará negociação com Aírton Gurgacz e usuários reclamam

2014-01-13T16:07:14+00:0013 janeiro, 2014|

imageO atendimento no DETRAN continuou um verdadeiro caos nesta segunda-feira (13), com sistema fora e poucos funcionários para atender o grande número de usuários. Em mais uma ato público realizado no início do expediente, a presidente do Sindicato das Auto Escolas, Solange Barros Ribeiro, denunciou o precário atendimento que vem sendo prestado pela Autarquia, que se agravou com a greve, que vem causando grandes prejuízos às auto escolas e à população. Também esteve na concentração da greve, falando com os grevistas, o deputado federal Amir Lando, que após ouvir as reclamações dos servidores se comprometeu em falar com o governador para buscar abrir um canal de negociação com o diretor geral do DETRAN, Aírton Gurgacz.

Para a representante das auto escolas o atendimento está caótico, com um sistema de senha, principalmente para novas habilitações, totalmente precário, com datas e horários de emissão errados e uma demora insuportável, já que o sistema fica a maior parte do tempo fora do ar. Para comprovar estas afirmações, um dos grevistas dirigiu-se ao setor de senhas as 9h19, onde uma placa informava “Sistema fora do ar”, e solicitou uma para habilitação, sendo que o atendente imprimiu e forneceu a senha de número 153, na qual estava escrito “Hora= 5:45 Data= 15/05/2013”. O descontrole e o caos é generalizado na Cometran de Porto Velho e se reproduz nas Ciretrans do Interior, que dependem do funcionamento do sistema.

O presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (SINDEST) reforçou as denúncias das auto escola e acrescentou que a precariedade no atendimento do DETRAN tem várias causas, sendo as principais a falta de investimento em instalações adequadas, muitas das quais são alugadas, adaptadas e estão sem manutenção; equipamentos obsoletos e insuficientes; falta de funcionários e excesso de cargos comissionados, em torno de 30%; falta de investimentos no setor de informática que constantemente apresenta problemas. Além das condições de trabalho o Sindicato denúncia o descaso com os servidores, que precisam de revisão no Plano de Carreira Cargos e Remuneração (PCCR); aprovação de leis que retiraram direitos, como o de participação no Conselho da Autarquia e a proibição de comissionados na área de informática.

Para o presidente da CUT, Itamar Ferreira, o descaso da administração do DETRAN com os servidores e com a população fica caracterizado com a ausência de qualquer negociação, mesmo após quase dois meses de greve. “É uma postura truculenta e lamentável, pois além de se recusar o diálogo o vice-governador Airton Gurgacz ainda autorizou o desconto ilegal dos dias de greve. Isso prolonga a paralisação, prejudicando a todos: servidores, autarquia e a população. Esperamos que o bom senso prevaleça e o diálogo seja iniciado”.

CUT RO

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.