Margarida Plakitken: “Sindsul não pediu para barrar a imprensa”

2013-11-04T17:19:34+00:0004 novembro, 2013|

Declaração contradiz justificativa dada pelo Secretário de Comunicação Luiz Serafim ao Rondônia Em Pauta. Ele afirmou que foram os sindicalistas os que pediram para realizar as negociações a portas fechadas.

DSC_0807-mini[dropcap]E[/dropcap]m contato com o Rondônia Em Pauta, Margarida Plakitken, presidente do Sindsul – sindicato que representa os servidores municipais contrariou afirmação feita pelo secretário Luiz Serafim: “Nós conversamos com você antes de entrar na reunião, pensamos que você iria entrar. Se quiséssemos o contrário, teríamos dito antes de entrar no gabinete. O Sindsul não pediu para barrar a imprensa”.

Uma hora mais tarde, outro meio de comunicação tentou entrar na reunião, mas também foi barrado. Um ato de censura à liberdade de imprensa.

Margarida Plakitken preferiu não comentar os detalhes da negociação, pois prefere fazê-lo na assembleia do sindicato a ser realizada nesta quarta-feira (6) às 15h30 onde serão deliberados os pontos que foram tratados na reunião a porta fechadas.

A Secretaria de Comunicação decidiu enviar um release contando sua versão da reunião. Confira:

Prefeito propõe: Servidores municipais terão 5% de reajuste em 2014

Em reunião extensa, Rover se propôs a atender todas as reivindicações dos sindicalistas

O prefeito Zé Rover, após extensa reunião com os representantes sindicalistas dos servidores municipais, apresentou diversas propostas à pauta de reivindicação, apresentada e discutida há dois meses. Entre as principais propostas do prefeito está o reajuste salarial de 5%, a ser aplicado no próximo ano.

Rover recebeu em seu gabinete, na manhã desta segunda-feira, 04, os representantes das classes de servidores, acompanhados pelo advogado do Sindicato dos Servidores do Sul (Sindsul), Nilton Schramm. Um a um dos 19 itens foi amplamente discutido na reunião e o prefeito tratou de atender a todas as reivindicações, dentro das possibilidades do município.

O auxílio transporte, que foi implantado por Rover, e que pelo qual hoje é pago R$ 60, passará para R$ 90, a partir de julho do próximo ano. Quanto à insalubridade, a ordem é para que se passe a ser pago imediatamente, conforme determina a Lei. Os valores retroativos, referentes à incorporação de R$ 200 na folha de pagamento da Educação, de acordo com a determinação do prefeito, deverão ser pagos ainda em novembro.

No Plano de Cargos, Carreiras e Salários, um importante avanço pode ser comemorado. O servidor só recebia adicional por tempo de serviço há cada quatro anos. Esse tempo diminui para 2 anos. Já os servidores de escolaridade fundamental ou nível médio poderão receber a gratificação de ensino profissionalizante, no valor de 5% sobre o salário base. “Isso significa, por exemplo, que uma merendeira que fizer um curso técnico de nutrição passará a receber 5% a mais”, explicou.

O prefeito também anunciou que a partir do próximo ano o piso salarial do município passa a ser de R$ 750. E os enfermeiros, classe que estava com os vencimentos congelados há quatro anos, passarão a receber produtividade de R$ 500. “Estamos fazendo todo o possível para corrigir as defasagens salariais, claro que gostaríamos, como gestores públicos, de proporcionar mais melhorias, mas não podemos ser irresponsáveis e deixar o município em situação difícil no futuro”, argumentou Rover.

O prefeito também fez a proposta de reajuste salarial linear, ou seja, para todos os servidores, em 5%, sendo que 2,5% seria concedido em março e o restante em outubro. As propostas ainda serão apresentadas pela comissão sindicalistas aos servidores em assembleia geral, que ocorre na quarta-feira.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

2 comentarios

  1. Renato 4 novembro, 2013 at 6:07 pm

    Ta satisfeito agora, vc tem o resultado das negociações, o que mudou, se a imprensa estive na reuniao o resultado seria diferente. Isso não é censura, apenas negociação, q no momento a imprensa não precisaria participar. censura é se após a reunião a assessoria estivesse negado a informação.

  2. […] Margarida Plakitken: “Sindsul não pediu para barrar a imprensa” […]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br