Prefeito se reúne com General do Exército

2013-04-18T11:45:24+00:0018 abril, 2013|

DSC_0325[pullquote]Negociação sobre a área da Cooperfrutos e Aprovida está adiantada[/pullquote]

[dropcap]O[/dropcap] prefeito Zé Rover recebeu nesta terça-feira, 17, a visita do general do Exército, Ubiratan Poty, para tratarem da negociação a cerca da área das associações Cooperfrutos e Aprovida. A prefeitura vai disponibilizar outro terreno para o Exército, em troca da região onde hoje está o pólo hortifrutigranjeiro do município.

A área, motivo da negociação, está voltando ao patrimônio da União e será repassada para o Incra, para então ser entregue aos produtores. “O trabalho do Incra já está adiantado, o serviço de geo-referenciamento já foi feito, sendo que faltava apenas o acordo com o Exército para que a terra fosse incorporada à União e agora a negociação está bem adiantada, não tendo mais o risco de que os produtores percam as terras”, explicou o prefeito.

DSC_0321A Prefeitura vai proporcionar ao Exército uma área de 40 hectares para a construção de uma vila residencial para o Exército. “Se fossemos trocar, teríamos que pagar cerca de R$ 30 milhões para o Exército, que é o valor avaliado hoje da área em que está a Cooperfrutos e a Aprovida”, enfatizou. Com a interferência do prefeito, através de muitas reuniões que tem ocorrido ao longo de um ano, o acordo foi selado e o município oferecerá uma espécie de recompensa ao Exército, já que pelo elevado valor da área antes disputada, não pode ser considerada uma troca.

O Exército alegava ser proprietário da área ocupada por cerca de 150 famílias, que formam as Associações Cooperfrutos e Aprovida. A discussão se arrastou por longo período e foi alvo de Audiência Pública em março do ano passado, presidida em Vilhena pelo Ministério da Reforma Agrária. Na Audiência, o prefeito propôs ao Exército que trocaria a área por outra, tendo em vista a grande importância das chácaras, que ajudam a abastecer as feiras municipais e supermercados da região.

Desde então, diversas reunião ocorreram, em Vilhena, em Porto Velho e em Brasília, com o intuito de buscar um consenso entre as duas partes. Agora, segundo explicou o prefeito, restam apenas os trâmites burocráticos para que a posse da terra seja dada aos produtores.

 [tabs]
[tab title=”Rondônia em pauta”]Semcom[/tab]
[/tabs]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.