Trabalhadores da Eletrobras fecham acordo e encerram a greve

2013-08-08T15:15:23+00:0008 agosto, 2013|

Os trabalhadores da Eletrobras fecharam acordo na quarta-feira com a direção da estatal e após deliberação com os trabalhadores decidiram encerrar com a greve, voltando as atividades normais a partir de sexta-feira (09).

DSCN4368[dropcap]N[/dropcap]a negociação, mediada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), a empresa aceitou pagar um aumento real escalonado (até 2014), além de reposição da inflação pelo IPCA, retroativa a maio (data-base).

Os demais benefícios que constavam no acordo coletivo anterior, como vale refeição por exemplo, foram mantidos. Os termos acertados entre a estatal e os sindicatos da categoria forão submetidos em assembleias com os trabalhadores nesta quinta-feira e foram aprovados pelos trabalhadores (as) do Sistema Eletrobrás de Rondônia, o acordo coletivo será oficializado na segunda-feira, no TST.

Pela proposta, a reposição salarial será acrescida de um reajuste salarial de 0,8%. Em janeiro de 2014, será concedido outro aumento real de 0,7%, e, em setembro de 2014, mais 1%.

Os dias parados na greve deste ano serão compensados, até um total de cinco dias, e o restante será abonado pelas empresas do grupo. O adicional de periculosidade continuará a ser pago da mesma forma como era até 10 de dezembro de 2012, quando foi publicada a lei 12.740/12, para os trabalhadores contratados até esta data. Até a publicação da lei, a base de cálculo para o pagamento do adicional de periculosidade era a remuneração do empregado.

A nova legislação determinou que a base de cálculo fosse o salário em vez da remuneração. Como a nova sistemática de pagamento do adicional de periculosidade está sendo contestada na Justiça do Trabalho, as partes concordaram em não tratar especificamente sobre o pagamento do adicional para os empregados contratados após a vigência da nova lei.

A campanha salarial deste ano exigiu muita luta. Após uma paralisação de 48 horas, os eletricitários do sistema Eletrobras em todo o país entraram em greve por tempo indeterminado no dia 15/07 e permaneceram unidos lutando por seus direitos.

Durante a assembleia realizada com os trabalhadores (as), o presidente do Sindur – Ro, parabenizou a categoria e afirmou não ter dúvidas que o avanço neste acordo deve ser creditado a todos/as os/as trabalhadores/as, que marcharam unidos/as nessa luta.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Fonte da Notícia : Ascom- Sindur[/tab]
[/tabs]

[print-me]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br