PF abre 650 vagas com salários entre R$ 7,8 mil e R$ 14,4 mil

2013-05-21T17:33:34+00:0020 maio, 2013|

As vagas são para perito, escrivão e delegado, e estão distribuídas para os estados de Rondônia, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará e Roraima, e em unidades de fronteira, localizadas também no Paraná, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina

Concurso PF             Estão abertas as inscrições para um dos concursos mais esperados do Brasil. A Polícia Federal (PF) pretende preencher 600 vagas – 350 para escrivão, 150 para delegado e 100 para perito. Todos os cargos são de nível superior. Os salários variam de R$ 7.887,33 (escrivão) a R$ 14.410,11 (delegado e perito).

            Para escrivão, o pretendente deve ter curso superior em qualquer área. Só bacharéis em direito podem concorrer ao cargo de delegado. Já para perito, admite-se candidatos com nível superior em 13 áreas específicas. Possuir Carteira Nacional de Habilitação (no mínimo categoria “B”) é condição essencial aos candidatos.

            Admitidos ao longo da validade do concurso, o regime de trabalho aos aprovados é o estatutário. Os locais preferenciais para admissão são os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima, e em unidades de fronteira, localizadas também no Paraná, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

            As inscrições estarão abertas até 03 de junho e os interessados deverão se candidatar no site do Cespe/UnB (www.cespe.unb.br/concursos). As taxas são de R$ 150,00 (delegado e perito) e R$ 125,00 (escrivão). O pagamento deve ser feito até o dia 18 de junho.

            SELEÇÃO – Começa em 21 de julho a primeira fase do processo seletivo da PF com provas discursivas e objetivas. O exame oral e o curso de formação serão feitos no Distrito Federal. As demais fases acontecerão em todas as capitais brasileiras. Os candidatos serão submetidos a exame de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, avaliação de títulos (delegado e perito), prova prática de digitação (escrivão) e investigação social.

            Serão 120 questões na prova objetiva, onde deverão ser respondido “certo” ou “errado”. Cada resposta incorreta anulará uma correta. Para a segunda fase (prova discursiva) avançam os que se classificarem em até três vezes o número de vagas para escrivão e delegado e a quatro vezes a quantidade de vagas para perito. O exame de aptidão física deve acontecer entre os dias 14 e 15 de setembro. Para ver os editais, entre nos links abaixo:

http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_escrivao/

http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_perito/

http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_delegado/

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Da Redação[/tab]
[/tabs]

[print-me]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.