O cadastro está sendo realizado na Biblioteca Municipal Monteiro Lobato no centro de Vilhena.

Em parceria com a Fundação Cultural de Vilhena (FCV) a coordenadora do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), de Rondônia, Wéllida Sodré está realizando o cadastro da carteira nacional do artesão.

O cadastro começou a ser feito nesta quarta-feira, 5, na Biblioteca Municipal Monteiro Lobato na Praça Nossa Senhora Aparecida, no centro de Vilhena.

“Esta é uma forma de incentivo para os artesões, pois muitos não valorizam o nossa trabalho, agora a carteira está sendo reconhecida, a pessoa que adquirir poderá participar das demais feiras que acontecem fora do Estado e até mesmo fora do Brasil”, disse Wéllida.

O presidente da FCV, Djavan Santos, ressaltou que a administração municipal está empenhada em apoiar os artesões. Ele citou como exemplo a parceria que a fundação firmou com a Superintendência Estadual de Cultura Esporte e Lazer (SEJUCEL), para realizar a I Feira Regional de Artesanato em Rondônia no município de Vilhena. A feira será realizada na Praça Padre Ângelo Spadari, nos neste final de semana.

Segundo a artesã Hurby Santos, Vilhena é a primeira cidade do Estado que conseguiu benefícios através da carteira, tendo descontos em lojas de artesanatos, tecidos, papelarias, entre outros.

“Vilhena é referência para os artesões. Estamos conquistando vários benefícios para a categoria que atualmente conta com mais de 70 membros”, disse Hurby.

Nesta quinta-feira as inscrições foram realizadas apenas na parte da manhã, na sexta-feira, 6, o cadastro poderá ser feito a tarde e no período noturno, das 13h ás 18h e das 19h ás 21h.

Sobre o cadastro:

Com a carteira o artesão conquista o direito de participar das feiras, dos eventos e dos cursos de capacitação organizados ou apoiados pelo Programa Brasileiro do Artesanato (PAB).

O artesão deverá levar os seguintes documentos pessoais como RG, CPF e comprovante de residência não precisa estar no nome do cadastrado, mais uma foto 3×4 recente.

Além disso, o artesão terá que confeccionar no local a peça da referente técnica na frente da coordenadora do PAB, e levar uma peça (opcional) para a vitrine do PAB em Porto Velho. A emissão da carteira é gratuita.

Semcom