Menina prematura nasceu em Vilhena (RO) e foi transferida de avião para a capital. Quadro de saúde é estável, mas ainda não há previsão de alta.

Bombeiros resgataram bebê em vaso sanitário — Foto: Ricardo Araújo/Rede Amazônica
Bombeiros resgataram bebê em vaso sanitário — Foto: Ricardo Araújo/Rede Amazônica

Continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Porto Velho, a bebê que nasceu no vaso sanitário na semana passada. O caso foi registrado em Vilhena (RO), na região do Cone Sul. Após o nascimento, a menina prematura foi transferida de avião para a capital. A mãe, de 15 anos, passa bem e acompanha a filha no hospital.

Segundo a assessoria do governo, a criança está na UTI de um hospital conveniado e o quadro de saúde dela é estável. A assessoria não passou mais detalhes sobre a internação da bebê.

Familiares contaram ao G1 que a menina foi registrada com o nome de Antonielle e ainda não há previsão de alta. Eles também informaram que a adolescente procurou o Hospital Regional de Vilhena, um dia antes do parto.

Na ocasião, a mãe estaria com fortes dores, mas, segundo os familiares, não ficou internada por falta de cama no hospital. Já a direção da unidade de saúde afirma que a acusação da família não é verdadeira e não condiz com o prontuário da paciente.

Caso

Uma adolescente de 15 anos deu à luz uma menina dentro do vaso sanitário. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a criança ficou submersa na água por cerca de 10 minutos.

Quando os militares chegaram à residência, a bebê prematura estava sem os sinais vitais, mas voltou a respirar depois de técnicas empregadas pelos bombeiros.

A mãe alegou que, após o parto, ficou com medo de retirar a criança do vaso. A adolescente contou ainda que estava grávida de sete meses.

Ela e a bebê foram levadas para o Hospital Regional. No dia seguinte, a menina prematura foi transferida de avião, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, para Porto Velho.

Segundo o Hospital Regional, a criança foi acompanhada pelos pais na aeronave.

Por Eliete Marques, G1 Vilhena e Cone Sul