Caminhoneiros bloqueiam BR-364 em Vilhena

2013-07-02T08:53:43+00:0002 julho, 2013|

Caminhoneiros colecionam prejuízos com a péssima sinalização, a buraqueira e os atoleiros da rodovia

 DSCN3873[dropcap]O[/dropcap] bloqueio aconteceu às 8h desta terça-feira (2) no trecho compreendido entre o Posto União e o Posto Fiscal, saída para Mato Grosso. Até ontem 22 Rodovias federais já haviam sido fechadas no país.

DSCN3871A BR-364, principal rodovia de Rondônia, tem trechos em que a velocidade média não é maior que 40 quilômetros por hora, consequência da má conservação.

Caminhões estacionaram nas laterais da rodovia

Caminhões estacionaram nas laterais da rodovia

Os caminhoneiros são as principais vítimas da má conservação das rodovias. O custo da manutenção obriga algumas empresas a reajustar os preços dos produtos ao consumidor. Outras cobrem os gastos, mas são obrigadas a diminuir a circulação de produtos.

DSCN3872A Polícia Rodoviária Federal tem registrado aumentos sucessivos no índice de acidentes e problemas mecânicos na BR-364. Às condições precárias da pista ainda se somam os problemas de sinalização. Além dos locais de onde foram retiradas as placas indicativas há os pontos em que a vegetação as encobriu.

O MUBC – Movimento União Brasil Caminhoneiro paralisou o setor, segundo a assessoria o transporte rodoviário de cargas, passa por momentos difíceis, vive em um verdadeiro submundo, carente de respeito, infraestrutura, segurança, estradas, corrupção, e principalmente os valores de fretes incompatíveis com as despesas operacionais, responsáveis pelos baixos salários de motoristas, excessos de peso transportado, jornadas de trabalhos absurdas, rebites, acidentes e mortes nas rodovias.

Veja as reivindicações dos caminhoneiros:

·         Subsídio no preço do óleo diesel;

·         Isenção, para caminhões, do pagamento de pedágios em todas as rodovias do país;

·         Votação e sanção imediata do Projeto de Lei que aprimora a Lei 12619/12 (Lei do Motorista);

·         Criação da Secretaria do Transporte Rodoviário de Cargas, vinculada diretamente à Presidência da República, nos mesmos moldes das atuais Secretarias dos Trabalhadores e das Micro e Pequenas Empresas.

O Projeto de Lei que aprimora a Lei 12619/12 também define soluções para outras questões:

·         Cartão Frete;

·         CIOT;

·         Concorrência desleal exercida por transportadores ilegais no mercado (causa dos valores defasados de fretes);

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]

Um comentario

  1. eliane santos morais 2 julho, 2013 at 4:18 pm

    coitados desse motorista protestando para abaixar oleo disel e pedágio………em quanto o salário deles ta uma porcaria mal da para comerrr

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br