Coluna Balaio do Cobra: veja casos de quem foi alcançado pela Lei da Ficha Limpa em Rondônia

2013-10-10T17:24:19+00:0010 outubro, 2013|

Olá amigos, estamos em nossa quinta edição e acho que passamos pelo teste de fogo, sabemos que não é fácil ter que providenciar material para uma edição semanal, mas graças a Deus e a nossos amigos que não perdem uma só piadinha, nós conseguimos transformar muitas tristezas em alegrias e muitas alegrias em tristezas.

Estes últimos dias deu muito que falar uma compra que o prefeito Zé Rover fez, trata-se do antigo Hotel Diplomata, ao invés de ir parar no campo das ideias a situação tomou rumo contrário e descambou para o lado baixo da coisa. Sabemos da importância e ciumeira que situações como esta traz e a revolta por parte de alguns adversários políticos ou não.

O deputado estadual Edson Martins esteve em Chupinguaia na semana passada, a visita foi feita através de um pedido do presidente do PMDB local, vereador Valmir Passito. Na oportunidade o deputado fez vários elogios ao governo de Confúcio Moura e relatou os inúmeros trabalhos que seu governo vem fazendo em todo estado.

Edson Martins disse que os governos hoje estão passando por um período muito complicado financeiramente, mas que mesmo assim Confúcio tem procurado manter seus compromissos. Sobre a questão política para o próximo ano ele disse que ninguém derrubará o atual governo, pois se somar os mandatos de quatro anos de Bianco e os oito de Cassol não corresponde a dois anos de Confúcio Moura.

Esta semana na sessão da câmara de Vilhena a coisa funcionou muito light, pois a vereadora Maria José da farmácia não deu nem uma paulada no prefeito e somente mostrou suas indicações, já conhecida por várias pessoas como, seguidora política da ex-vereadora Eliane da Emater que só sabia criticar o poder executivo, a´´i deu no que deu.

Olha acredito que acabou a esperança de aqueles que queriam ver a primeira dama como deputada estadual ou federal, fontes ligadas ao casal dão conta que Lizangela Rover não será mesmo candidata a nada, pelo menos no ano que vem, Lizangela hoje é uma das mais cogitadas politicamente para assumir um cargo na esfera estadual ou federal, o sonho acabou pelo menos temporariamente.

Esta semana os colegas Claudemir e Nicolau foram chamados para verificar quem teria invadido o imóvel do chefe, quando chegaram ao local cada um deles armados com espanador até os dentes começaram  a dar espanadas a torto e direita, de repente ouviram uns gritos meio sufocados, quando pensam que não aparece o Jorjão meio que sonhando com o balde do Saucedo pelo meio de whisky duzentos anos, pelo outro lado aparece o Pururuca com uma meia calça tamanho média, além destes dois havia um terceiro que não foi identificado pelos caças talentos.   Ao ver que se tratava dos amigos de trabalho, Nicolau imediatamente ligou para seu chefe lá no gabinete e informou que não era invasores e sim de alongados e que eram os amigos Jorjão, Pururuca e o outro não foi identificado, mas existem suspeitas que ele também teria ganhado um alvará de soltura da companheira.

Quem fica fazendo inferninho da vida alheia também em Chupinguaia é o ex. vereador Patrick que agora deu pra se juntar com Ailton Rodrigues que aonde vai não perde um só momento e registra tudo até das capivaras que aparecem no meio da cidade. Patrick tem feito a maior desordem com a vida dos colegas e até “incolégas”, mas quem tem rabo de palha não deve colocar fogo no dos outros. Esta semana o Alexandre da Beatriz andou mostrando umas foto em que aparece o Patrick sentado e beijando um senhor do mesmo “sexys”, agora se tiver alguém achando que isto é piada de cobra vai lá no Alexandre é pede para ver os retrato do mínimo.

O Afonso me falou que o Patrick agora está virando um homem de faculdade, Afonso disse que o ex. vereador está cursando inseminação canina e que o curso é bom porque pode ser feito a distância da escola, então Patrick executa todas as aulas é na rua ou em baixo do posto do Cezar, para o prefeito a vantagem é que o ex-Edil está acabando com a cachorrada que vivia solta na city.

Mudando de dólar para real

O Supremo Tribunal Federa (STF) colocou fim em 16 de fevereiro a uma discussão que já durava aproximadamente dois anos. Desde que foi sancionada pelo então presidente Lula, a Lei da Ficha Limpa atraiu a pecha de polêmica por colocar uma série de novas causas de inelegibilidade na legislação eleitoral. De forma simplificada, a lei diz que políticos que renunciaram e que têm problemas na Justiça não devem mais se candidatar. Mas a Lei da Ficha Limpa tem várias nuances e detalhes que não permitem que sua prática seja assim tão simples. As situações previstas na lei enquadram alguns políticos enrolados, mas deixa de englobar outros.

 Carlão de Oliveira (RO)

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia é alvo de uma série de processos decorrentes da Operação Dominó, que desbaratou em 2006 uma quadrilha acusada de desviar R$ 70 milhões dos cofres públicos. O ex-deputado estadual já foi condenado em primeira instância por crimes de fraude em licitações, corrupção passiva, formação de quadrilha, peculato, advocacia administrativa e improbidade. Também tem condenação em órgão colegiado. Em abril de 2010, por exemplo, o Tribunal de Justiça manteve a condenação de Carlão a 10 anos e 8 meses de prisão pelos crimes de fraude à licitação e peculato (desvio de verba pública). O ex-deputado recorre em liberdade. Em tese, pela Ficha Limpa, fica inelegível por oito anos após o cumprimento da pena.

Expedito Júnior (PSDB-RO)

O ex-senador teve o mandato cassado em 2006 por compra de voto e abuso de poder econômico pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Graças a liminares, Expedito permaneceu no cargo por mais três anos, mesmo período pelo qual foi condenado à perda dos direitos políticos. Pela Lei da Ficha Limpa, condenados por órgão colegiado por crimes eleitorais ficam inelegíveis por oito anos a contar da eleição, no caso, 2006. Em tese, está inelegível até 1º de outubro de 2014.

Marcos Donadon (PMDB-RO)

Presidente da Assembleia Legislativa em 1995, foi condenado a 17 anos e 10 meses de reclusão e pagamento de multa pelo Tribunal de Justiça de Rondônia. O deputado estadual se mantém no cargo enquanto aguarda análise de seu recurso na Justiça, mas, pelas regras da Ficha Limpa, ficará inelegível por oito anos após o cumprimento da pena a que foi condenado. Ele é acusado de participar de um esquema que desviou R$ 8,4 milhões, em valores atualizados, da Assembleia Legislativa por meio de uma empresa de fachada.

Mário Calixto Filho (RO)

O ex-suplente de senador foi condenado a 11 anos e 8 meses de reclusão e pagamento de multa pelo Tribunal de Justiça de Rondônia, em 2011, por formação de quadrilha e outros crimes. Calixto, que chegou a exercer mandato no Senado, é acusado de participar de um esquema de desvio de dinheiro público da Assembleia Legislativa de Rondônia, mesmo caso que envolveu os irmãos Donadon. O ex-senador responde a mais de 100 processos na Justiça e chegou a ser preso em 2008. É considerado foragido da Justiça. Pela Lei da Ficha, fica inelegível por oito anos a contar da conclusão da pena a que foi condenado pelo TJ-RO.

Marlon Donadon (PRB-RO)

Condenado por abuso do poder político e econômico, em decisão transitada em julgado, pela Justiça Eleitoral de Rondônia por atos relacionados às eleições municipais de 2008. Como não cabe mais recurso, pela Lei da Ficha Limpa, o ex-prefeito de Vilhena (RO) fica inelegível por oito anos. Por causa da condenação transitada em julgado, ele teve sua candidatura a deputado estadual indeferida em 2010.

Moreira Mendes (PSD-RO)

O Tribunal de Justiça de Rondônia negou recurso ao deputado federal em dezembro do ano passado por uma condenação por improbidade administrativa. O deputado foi condenado à perda do mandato, acusado de participar de um esquema de desvio de verbas da Assembleia Legislativa entre 1993 e 1994. O caso ficou conhecido como “escândalo das passagens”. Ele se mantém no mandato porque ainda cabe recurso, mas, pelas regras da Ficha Limpa, pode ficar inelegível por oito anos. Entre os condenados no mesmo caso, está o então presidente da Assembleia Legislativa, Silvernani Santos.

Natan Donadon (PMDB-RO)

Foi condenado a 13 anos e quatro meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 2010, acusado de desviar dinheiro da Assembleia Legislativa de Rondônia por meio de uma licitação fraudada em 1995. Aguarda recurso no STF, mas ficará inelegível para as próximas eleições. Diretor-financeiro da Assembleia Legislativa em 1995, ele assinou cheques em nome da instituição repassando cerca de R$ 8,4 milhões, em valores atualizados, para uma possível empresa de fachada. A empresa recebeu os pagamentos mesmo sem ter apresentado notas fiscais ou prestado qualquer serviço, de acordo com a acusação. A Assembleia era presidida, na ocasião, pelo ainda hoje deputado estadual Marcos Donadon (PMDB), irmão do de Natan e também condenado pelos mesmos crimes em instância inferior.

Silvernani Santos.

O Tribunal de Justiça de Rondônia negou recurso ao ex-deputado estadual em dezembro do ano passado por uma condenação por improbidade administrativa. Silvernani foi condenado à perda do mandato, acusado de participar de um esquema de desvio de verbas da Assembleia Legislativa entre 1993 e 1994. O caso ficou conhecido como “escândalo das passagens”. Ele se mantém no mandato porque ainda cabe recurso, mas, pelas regras da Ficha Limpa, pode ficar inelegível por oito anos. Entre os condenados, está o deputado federal Moreira Mendes (PSD-RO).

O Internauta GILENO CERQUEIRA acessou o website TudoRondonia.com.br e lhe enviou a seguinte mensagem: NÃO SOU JORNALISTA POR ISSO NÃO É UMA NOTICIA E SIM UMA INFORMAÇÃO. FOI IMPUGNADO HOJE O EDITAL DE LICITAÇÃO DO TRANSPORTE ESCOLAR DE JI-PARANÁ. O ESQUEMA DE TENTATIVA DE FRAUDE VAI LEVAR A UM INQUÉRITO POLICIAL PARA APURAR O POSSÍVEL INVOLVIMENTO DE UM GRUPO DE VEREADORES NA CONSTRUÇÃO (SIC) DO EDITAL NA EMINÊNCIA (SIC) DE RECEBER UMA GORDA PROPINA.

A POLÍCIA DEVERÁ QUEBRAR O SINGILO BANCÁRIO DE UMA EMPRESA DE CACOAL QUE IRIA SER BENEFICIADA QUE EXISTE RUMORES DE TER DADO QUATRO CHEQUES DE 10 MIL REAIS A UM GRUPO LIGADO AO ESQUEMA. QUEM DESCOBRIU TUDO FOI O LIDER POLITICO ARGEU FONSECA, QUE É IRMÃO DO VEREADOR E PRESIDENTE DA CAMARA ISAU FONSECA, QUE PARA MORALIZAR A COISA PÚBLICA, PEDIU A IMPUGNAÇÃO.

O NOGOCIO DO ESQUEMA, IRIA GIRAR EM TORNO DE Mais DE 3 MILHÕES DE REIAS. COMO DINHEIRO DA EDUCAÇÃO É DINHEIRO FEDERAL, É BEM CAPAZ DA POLICIA FEDERAL ENTRAR NO CASO.

A IMPUGNAÇÃO ACONTECEU HOJE AS 12:45 NO ULTIMO DIA E A PRESIDENTE IRIA SE RECUSAR A RECEBER, MAS VOLTOU ATRÁS E DISSE QUE IRIA ENCAMINHA O PEDIDO AO JURIDICO.

Valeu galera até a próxima se o Deus e o Nano permitir é claro…

[print-me]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br