Apenas falta a vistoria do Corpo de Bombeiros que será realizada nesta quinta-feira (26)

DSCN7109[pullquote]Devido ao impasse, Doralice deixou de receber o repasse alimento da Emater através de um convênio com o Governo Federal.[/pullquote]

[dropcap]A[/dropcap] Creche da Tia Dora, que estava localizada na Av. Celso Mazutti, foi fechada na sexta-feira (20) por irregularidades na documentação e na parte estrutural da escola, ela era comandada por Doralice da Rocha.

A promotora de Justiça Yara Travalon exigiu que a instituição contasse com professores e um projeto pedagógico devido às crianças estarem em condição de alunos. O prazo para a regularização do prédio é de 30 dias.

A creche atendia entre 80 a 100 crianças com idade de zero a seis anos. A prefeitura de Vilhena cedeu provisoriamente o prédio onde funcionava o Creas, localizado na Avenida Ibirapuera, no Bairro Jardim Greenvile, próximo ao cemitério municipal.

DSCN7111

No entanto, muitas crianças com idade maior de 3 anos já foram matriculadas nas creches municipais. Porém há muitas mães que trabalham e não têm com quem deixar as crianças. Por caridade, Doralice está cuidando de 20 crianças em sua própria casa, mas não na condição de creche.

[tabs]

[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]