Mais de 700 têm o título eleitoral cancelado em Vilhena

2013-05-21T17:43:57+00:0016 maio, 2013|

O cancelamento da inscrição atinge os que deixaram de votar ou justificar a ausência às urnas em três eleições consecutivas, não compareceram à revisão do eleitorado, entre outros

 Cartório Eleitoral-0101

                Mais de 700 eleitores domiciliados em Vilhena tiveram seus títulos eleitorais cancelados pela Justiça Eleitoral. A informação é da chefe do Cartório Eleitoral da 4ª Zona Eleitoral de Rondônia, Fabíola Bernardo Canuto Franco Assunção. Com jurisdição em Vilhena e Chupinguaia, o Cartório registrou 845 cancelamentos nos dois municípios, sendo 738 no primeiro e 107 no segundo. Mais de 1,3 milhão de títulos eleitorais foram cancelados no Brasil, enquanto em Rondônia o número foi superior a 12 mil.

O cancelamento da inscrição do eleitor atinge os que deixaram de votar ou justificar a ausência às urnas em três eleições consecutivas, não compareceram à revisão do eleitorado, entre outros. “Foram atingidos agora os que não votaram nos primeiro e segundo turno das eleições de 2010 e no primeiro turno de 2012”, explicou Fabíola Canuto.

Em Rondônia o maior número de cancelamentos, proporcionalmente, foi registrado em Porto Velho, visto que nesse município, além das ausências em três eleições consecutivas, contou também os eleitores que não compareceram ao recadastramento biométrico. O prazo para regularizar os títulos cancelados (eles permanecerão com o mesmo número de registro) se estende até maio de 2014. A não regularização implica em não ter acesso a passaportes e, por tabela, não poder realizar viagens internacionais, não poder prestar alguns concursos, não tomar posse em cargos públicos, não ter  acesso ao ensino superior e não poder votar nas próximas eleições.

SEGURANÇA – Na ação deflagrada nacionalmente pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral –, um dos efeitos positivos é a detecção de títulos eleitorais falsos. “Supostas fraudes acabam sendo detectadas”, confirmou Fabíola Canuto. Por exemplo, um eleitor de outro Estado pode tentar tirar um segundo título em Rondônia. Neste caso, ele acaba sendo detectado pelo “Banco de Coincidências” do TSE. “Há um caso desse  em Vilhena. Ele foi descoberto em abril e está sob averiguação”, informou a chefe do Cartório Eleitoral local.

Para regularizar o título, o interessado deve procurar o Cartório Eleitoral, onde receberá as guias de multa – R$ 3,51 por cada eleição em que não votou ou justificou. Deve apresentar ainda cópias do RG, CPF e comprovante de residência.

[tabs]
[tab title=”Rondônia em Pauta”]Da redação[/tab]
[/tabs]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.