Mais de R$11 milhões: aparece o primeiro buraco da Tancredo Neves