“Se você entrar antes da chuva e pegar uma, vai ser difícil sair”, apontou.

Vereadora Maria José

Vereadora Maria José

A vereadora Maria José da Farmácia desabafou na última sessão da Câmara de Vereadores, nesta terça-feira (5):

DSCN8169“Indignada e vontade de chorar pelo bairro esquecido por Deus e nossos gestores governantes. Os sacos de areia usados como barricada para conter a água. Rover traz tantos recursos, por que não vai ajudar? Se você entrar antes da chuva e pegar uma, vai ser difícil sair. Convido o secretário de obras para visitar o bairro, mas de carro alto. Bairro esquecido desde a época do Melki. Peço para o prefeito olhar com carinho e dignidade, a campanha está chegando, uma pena que o povo tem memória curta e esquece”, disse Maria José.

DSCN8172“Agradeço o secretário por arrumar a Capitão Castro, em frente ao Hotel Colorado, graças a Deus, parabéns, já podemos passar com dignidade”, finalizou a vereadora.

Joarez Antônio

Joarez Antônio

O pioneiro e pedreiro Joarez Antônio, de 51 anos, chegou em Vilhena em 1975, ele participou da fundação do bairro Cristo Rei. “Do Marlon pra cá ficou assim. Depois que o Melki saiu, virou uma porqueira, e Vilhena vai continuar assim se não vier um grande para nos ajudar”, explicou Joarez.

Por Hernán Lagos