Professor da Unir estaria recebendo há mais de um ano sem dar aulas, mas fará doutorado no Nordeste

2013-12-03T10:36:35+00:0003 dezembro, 2013|

Djanilson Amorim da Silva, o Ninno Amorim, foi afastado para que pudesse cuidar de sua saúde; o denunciante, que prefere manter o anonimato para não sofrer retaliações, questiona o recebimento dos proventos uma vez que o docente está bem para viajar e estudar

Unir---Porto-Velho[dropcap]D[/dropcap]enúncia anônima enviada ao Rondônia Dinâmica traz uma séria revelação nos bastidores da Unir. Segundo o e-mail enviado à redação, o professor Djanilson Amorim da Silva, conhecido na comunidade acadêmica como Ninno Amorim, estaria recebendo há mais de um ano sem dar aulas. Isso porque Ninno teria sido afastado para tratar de problemas de saúde.

O próprio denunciante reconhece que Ninno teria esse direito, não fosse sua capacidade para viajar e estudar para uma seleção de doutorado na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

“Assim temos um professor que há mais de um ano ganha sem trabalhar e ninguém faz nada. Ótimo. Ele tem tido problemas de saúde e está no direito dele, certo? Então me digam, por que um professor que há mais de um ano não trabalha tem condições de fazer seleção para doutorado na Universidade Federal de Pernambuco? Pior ainda épostar isso nas redes sociais para todo mundo ver, sabendo que nada vai acontecer e que a reitora que ele apoiou, amiga de departamento, vai acobertar”, diz.

Na última terça-feira (29) Ninno, de um local próximo a João Pessoa, comemorou sucintamente em sua página particular no Facebook. “Passei”, informou aos contatos. 

Rondônia Dinâmica

Um comentario

  1. […] Professor da Unir estaria recebendo há mais de um ano sem dar aulas, mas fará doutorado no Nordest… […]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.