Em viagem realizada a Brasilia (DF) nesta semana, o prefeito de Vilhena, Zé Rover (PP) confirmou o cadastro de duas grandes obras do Governo Federal por via do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2) em Vilhena.

Pac [pullquote]Segundo Rover, as multivias da BR 364 e a ferrovia Transcontinental, que deve ligar Vilhena a Porto Velho e ao Centro-Oeste já estão cadastradas. As duas obras juntas têm orçamento de mais de R$ 3,5 bilhões.[/pullquote]

Sobre as obras

[dropcap]A[/dropcap]s Multivias se tratam de um projeto na qual será facilitado o acesso ao setor de chácaras e balneários pelas nas marginais da BR 364, nos trechos que compreendem as Avenidas Celso Mazutti e Marechal Rondon. Além disso, está previsto no projeto também a construção de três rotatórias na rodovia, uma ciclovia e túneis de acesso. De acordo com o relatório do PAC 2, a obra já está em fase de ação preparatória.

       Já a Ferrovia Transcontinental, cuja obra já está em execução, no trecho de Goiás e Mato Grosso, deve chegar a Vilhena nos próximos anos. A nova rota de escoamento de grãos (soja e milho) e importações de produtos como fertilizantes, álcool, açúcar, cimento e mercadorias movimentadas em contêineres, terá 700 quilômetros de Vilhena a Porto Velho. Entre Campinorte (GO) e Vilhena a extensão é de 1.630 quilômetros de trilhos.

       Tanto as Multivias quanto a Ferrovia Transcontinental são de responsabilidade do Ministério dos Transportes. Há ainda outras obras cadastradas no PAC 2 que já estão beneficiando o município.

       Todos os dados referentes ao Programa de Aceleração podem ser acompanhados no site www.pac.gov.br.

 [tabs]

[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Fonte: Semcom[/tab]
[/tabs]

[print-me]