Após questionamentos de empresários sobre decreto que determinou o fechamento do comércio por 15 dias, ACIV emite nota para esclarecer decisão tomada por Comitê

NOTA DE ESCLARECIMENTO – ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE VILHENA – ACIV

A classe empresarial vilhenense tem questionado o posicionamento da ACIV referente ao decreto de nº 48.795, de 20 de março de 2020, criado pelo Comitê Gestor Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus de Vilhena. Alguns acreditam que a Associação Comercial é responsável pelo fechamento do comércio no período da pandemia e, diante da situação que se instaurou, a ACIV vem a publico esclarecer os questionamentos e ressaltar que a decisão não partiu da entidade, e sim de um consenso após reunião em que o Comitê foi formado.

O Comitê Gestor Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus de Vilhena foi criado com diversos representantes da sociedade. Nele está a promotora Yara Travalon, o comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar, Diego Carvalho; o secretário municipal de Saúde, Afonso Emerick; o diretor clínico do Hospital Regional de Vilhena, André Oliveira; a coordenadora da Vigilância em Epidemiologia de Vilhena, Susiane Bonfim; o major do Corpo de Bombeiros, Luiz Eduardo Firmino; o advogado Túlio Magnus de Mello Leonardo, representando a Ordem dos Advogados do Brasil; o empresário Elói Maria, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Vilhena; o padre Marcos Bento; o pastor Mario Sérgio Ribeiro; o vereador França Silva; o diretor executivo do Sicoob Credisul, Vilmar Saúgo; o represente da 3ª Delegacia Regional de Saúde, Sérgio Souza Matos; a enfermeira Dalvelena Josefa; e o diretor do Hospital Regional de Vilhena, Faiçal Akkari.

Nesse período do decreto, que conta 15 dias a partir de 23 de março de 2020, a diretoria da ACIV tem se movimentado e se articulado para saber como lidar com a situação e estabelecer soluções viáveis. A Associação Comercial é formada por empresários e está do lado do comércio nessa luta.

Nós, da ACIV, estamos empenhados em busca de novas determinações da Prefeitura Municipal, do Comitê e do Governo Estadual para orientá-los quanto ao modo de agir. Vale ressaltar que esta é uma situação atípica, mas, estamos trabalhando em sistema de plantão para dar orientações aos nossos associados.

A Associação Comercial, assim como as empresas, tem cumprido a ordem que foi estabelecida pelo decreto. A ACIV não está parada e busca soluções viáveis, mas, precisa de respaldo para tomar atitudes que não estão apenas sob o controle da entidade.

Para tomar medidas é preciso pensar com bom senso, tranquilidade e sobriedade, em prol de manter a boa saúde física e financeira da cidade. Até o presente momento, todos precisarão se adaptar de acordo com sua realidade, com novos protocolos de atendimento e trabalho, como foi determinado pelo Comitê Gestor Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus de Vilhena. O momento pede cautela em cada ação, e é assim que a Associação Comercial tem agido: de forma cautelosa, com o objetivo de encontrar a melhor solução para nossos associados.

Assim que novas medidas forem adotadas, anunciaremos a todos. Até lá, continuamos com nossos portais de atendimento pelo telefone (69) 3321-2590 e pelo WhatsApp (69) 98439-0060.

Assessoria