Segundo o banco digital, pagamentos de boletos feitos por meio do banco estatal geraram depósito superior a favor dos clientes

ROXINHO – David Velez, fundador do Nubank: centenas de milhares de reais foram retirados das contas dos clientes Nubank/Divulgação

Dezenas de clientes da fintech Nubank acordaram na última terça-feira, 7, mais pobres. Segundo relatos de alguns deles, feitos por meio de redes sociais ou do próprio chat do Nubank, até 600 reais sumiram de suas contas depois de um ajuste feito pela fintech. Segundo uma fonte relacionada ao assunto, foram centenas de milhares de reais retirados das contas de clientes do banco digital fundado pelo colombiano David Velez.

O banco se defende e afirma que fez o ajuste por problemas originados na Caixa Econômica Federal. A fintech alega que entre os dias 15 de abril e 10 de junho de 2020, parte dos clientes do Nubank que realizou pagamento de boletos por meio da Caixa Econômica Federal recebeu em sua conta digital uma quantia superior ao valor correto. “O erro ocorreu devido a uma falha no sistema da própria CEF”, diz o Nubank em nota.

“Assim que informado pela CEF sobre a situação, o Nubank, agindo de boa-fé, comunicou seus clientes sobre o equívoco e, seguindo as recomendações da CEF, iniciou o processo de estorno dos valores excedentes de volta para o banco estatal. As devoluções foram suspensas assim que o Nubank identificou inconsistências nos dados fornecidos pelo banco estatal.”

Por fim, a fintech afirma que suspendeu o estorno após detectar imprecisão nos dados fornecidos pela Caixa. Mas não disse ter devolvido o dinheiro aos clientes, que estão, em alguns casos, com seus saldos zerados. “O Nubank lamenta o transtorno causado aos seus clientes e informa que, devido à imprecisão dos dados da CEF, a empresa decidiu reverter imediatamente os valores aos seus clientes mesmo não sendo responsável pela falha. Os clientes afetados já começaram a receber os valores em suas contas. A empresa aguarda esclarecimentos adicionais do banco estatal.”

De acordo com fontes ligadas ao banco, após o Nubank detectar essa “inconsistência” nas informações passadas pela Caixa — nomes que foram relacionados pelo banco público não haviam recebido depósitos —, os procedimentos de estorno foram cancelados e dinheiro foi devolvido para os correntistas.

Por Machado da Costa da Veja.com