Valor da cesta foi cotado a R$ 365, segundo estudo. Leve alta foi resultado de um comportamento antagônico entre os alimentos que compõem a cesta.

Valor da cesta ficou cotado a R$ 365 na capital de Rondônia. — Foto: Centro Universitário UniFavip|Wyden/Divulgação

O preço da cesta básica em Porto Velho teve leve alta de 0,23% no mês de junho em relação a maio desse ano. Mesmo com o valor quase inalterável, o valor da cesta ficou cotado a R$ 365.

Os dados foram disponibilizados pelo Programa de Educação Tutorial (PET), do curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Rondônia (Unir), que apontou também um aumento acumulado de 10,82% nos últimos 12 meses. Isso significa que o portovelhense, hoje, desembolsa 10% a mais do que gastava há um ano com a cesta básica.

Ainda de acordo com o estudo, a tendência parece se repetir. No primeiro semestre deste ano, o preço da cesta já subiu 4,09%.

Já o aumento discreto de 0,23%, segundo o estudo, foi resultado de um cenário antagônico entre os alimentos que compõem a cesta básica. Ou seja, enquanto a maioria dos alimentos registraram alta de preço, que não passou dos 5%, outros quatro tiveram queda no valor.

O exemplo foi o feijão, que nos últimos meses foi considerado o vilão entre os alimentos por ser o item com a maior alta nos primeiros meses de 2019. A queda no preço do feijão foi maior que o aumento conjunto dos oito itens que registraram alta.

Alimentos com redução no preço em junho de 2019:

  1. Feijão -17,82%
  2. Banana -3,89%
  3. Manteiga -2,04%
  4. Açúcar -0,96%

Alimentos com alta no preço em junho de 2019:

  1. Tomate 4,79%
  2. Carne 2,55%
  3. Café 1,59%
  4. Pão 1,57%
  5. Farinha 0,98%
  6. Arroz 0,56%
  7. Óleo 0,35%
  8. Leite 0,31%

O estudo é elaborado através da pesquisa em estabelecimentos comerciais de Porto Velho dos 12 produtos que compõem a cesta básica.

G1 RO