imageCerca de 50 pessoas ligadas direta ou indiretamente com a educação municipal participaram, nesta terça-feira, 16, da abertura e de uma das etapas do Programa Formação pela Educação, do Governo Federal que tem como objetivo instruir a comunidade sobre a forma adequada de gerir os recursos destinados às escolas.

A apresentação do programa foi feita pelo coordenador estadual, Magno Carvalho Martins, residente em Porto Velho. De acordo com Magno, em Rondônia, além de Vilhena, 40 municípios aderiram ao programa.

Dividido em sete módulos, o Formação pela Escola apresenta as diretrizes que compõem o emprego correto dos recursos. Um dos principais temas é o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), na qual cada instituição recebe um valor anual que varia de R$ 600 a R$ 19 mil a ser utilizado em pequenos reparos da estrutura.

“O dinheiro do PDDE não pode ser usado para pagar conta de luz, telefone, merenda ou ainda necessidades particulares, mas sim deve ser empregado para as melhorias do coletivo como concertos de aparelhos eletrônicos ou ainda a compra novos, por exemplo. Quanto mais pessoas souberem como deve ser aplicado o dinheiro, mais fácil é fiscalizar”, explicou Magno Carvalho.

A tutora municipal do Formação pelo Escola, a servidora Ângela Moraes, comandou os demais módulos que incluem merenda escolar, livro didático, transporte, Fundeb, controle social e competências básicas, com cargas horária de 40 horas, sendo o módulo de competências básicas com duração de 60 horas.

Semcom