ditaduraO projeto de extensão Cine UNIR, cineclube do Campus de Vilhena da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), realiza a Mostra Cinema e Ditadura Militar no Brasil. As sessões de filmes ocorrem nesta sexta, 29, e sábado, 30, às 16h, no Auditório do Campus de Vilhena com entrada gratuita.

O documentário “Verdade 12.528”, dirigido por Paula Sacchetta e Peu Robles, será exibido no primeiro dia do evento. O filme trata da importância da Comissão Nacional da Verdade, através de depoimentos de vítimas da repressão, ex-presos políticos e outras pessoas afetadas direta ou indiretamente pela ditadura entre 1964 e 1985.

O segundo dia da Mostra terá a projeção do filme “O dia que durou 21 anos”, de Camilo Tavares. O documentário discute a influência do governo dos Estados Unidos no Golpe de Estado no Brasil em 1964. Trabalhando com documentos secretos e gravações originais do período, Tavares analisa como os presidentes John Kennedy e Lyndon Johnson se organizaram para tirar o presidente João Goulart do poder e apoiar o governo do marechal Humberto Castelo Branco.

Após as projeções, haverá debate com os integrantes do Coletivo Democracia Vilhenense, movimento formado por professores, técnicos, alunos e ex-alunos do Campus de Vilhena da UNIR.

O Cine UNIR é uma promoção do Departamento de Comunicação Social/Jornalismo em parceria com os Departamentos de Administração, de Ciências da Educação e de Estudos Linguísticos e Literários do Campus de Vilhena.

Serviço – Mostra Cinema e Ditadura Militar no Brasil

Local: Auditório do Campus de Vilhena

Sexta-feira (29), 16h: “Verdade 12.528”, de Paula Sacchetta e Peu Robles

Sábado (30), 16h: “O dia que durou 21 anos”, de Camilo Tavares

Departamento Acadêmico de Administração 
Universidade Federal de Rondônia – campus de Vilhena