O desenvolvimento de Vilhena e demais municípios da região do Cone Sul contou com um fato marcante: o uso do táxi aéreo.

O avião era muito utilizado uma época em que as poucas estradas da região eram intrafegáveis, principalmente, na temporada chuvosa.

Assim sendo, os desbravadores que colonizaram os municípios da região usavam o táxi aéreo para se deslocar entre lugares distantes, como de Vilhena a Colorado, e Chupinguaia, por exemplo.

Na imagem que ilustra esta matéria, aparece o empresário Domício, dono de um dos aviões, ao lado do piloto Valter Schmitt, que faleceu num acidente aéreo.

Naquela época, o fluxo de táxi aéreo era grande na pista de pouso de Vilhena (conhecido como aeroporto) que ficava à beira da BR-364, atrás da empresa Guaporé Máquinas.

Entretanto, para levar mais gente dentro do avião, os bancos eram retirados. Este fato é contado pelo primeiro prefeito eleito de Vilhena, Vitório Abrão: “E assim viajavam de 6 a 7 pessoas dentro do avião. Posso dizer que os pilotos eram os verdadeiros heróis, já que pousavam numa pista de 400 metros, a exemplo da existente em Colorado do Oeste. Era uma verdadeira odisseia que todos os pioneiros enfrentaram naquela época”, disse.

Secretaria Municipal de Comunicação (SEMCOM)