Duas pessoas com deficiência dão palestra sobre superação na escola Álvares de Azevedo

2013-09-21T15:50:41+00:0021 setembro, 2013|Categories: Educação, Em foco|Tags: , |

Jhonatan é surdo e Hugo é cego. Ambos contaram suas histórias que servem de lição de vida para os alunos da escola.

Hugo em meio aos alunos da escola

Hugo em meio aos alunos da escola

[pullquote]Todos os anos é comemorado o Setembro Azul, neste ano a escola Álvares de Azevedo convidou duas pessoas especiais para dar palestra em dois ambientes.[/pullquote]

[dropcap]J[/dropcap]honatan Maldi Alves é surdo e trabalha na SEDUC em Libras, ele deu palestra com o tema “Superação como motivação”. Hugo Leonardo dos Santos Alves palestrou sobre o tema “Motivação de vida”.

537033_519299174830089_1342091915_n

Johantan auxiliado por uma intérprete

Hugo perdeu a visão após ter detectado um câncer em julho de 2009, em setembro operou e fez radioterapia em janeiro de 2010, infelizmente perdeu a visão em junho de 2010. Ao ingressar na sala, os alunos curiosos perguntaram para Hugo qual era o seu nome e ele respondeu “Amor”. Todos ficaram incrédulos e ele explicou, em tom descontraído, que é verdade, porque o amor é cego.

foto-(1)

Apesar de não ver o mundo ao seu redor, Hugo tem auxílio da tecnologia para navegar pelo mundo da internet através do sistema Dosvox, especial para deficientes visuais, um programa gratuito criado por brasileiros lançado em 1993. “Eu tenho acesso às notícias, e-mail´s e vou fazer o ENEM para entrar na UNIR e cursar pedagogia. Preciso ganhar meu espaço em Vilhena”, explicou Hugo, que agradeceu à professora Janes da escola Marechal Rondon que o apoiou e ajudou com a cegueira. “Ela me disse que iria me dar o molinete, mas eu teria que pescar”, acrescentou.

A professora Cidinha Barbosa e Lu Moraes entre outros assistiram às duas palestras e saíram satisfeitas com o resultado. “Mostramos para as crianças e adolescentes que pode haver superação de dar um sentido na vida, queremos que eles tenham mais interesse na escola, ter mais paixão pela vida. Deixamos isso muito claro”, finalizou Cidinha.

Por Hernán Lagos

[print-me]

2 comentarios

  1. Bom Exemplo 21 setembro, 2013 at 4:45 pm

    Que bom que a vida apesar de sofrida não deixou que estes dois jovens ficassem desmotivados, e parabéns pelos profissionais que trabalham com estas pessoas mostrando o sentido de viver, e que tudo se supera, esta matéria serviu para mim com reflexão, que tudo na vida pode ter um novo recomeço, não importa a dificuldade, mas recomeçar acima de tudo

  2. marcelle 21 setembro, 2013 at 6:45 pm

    Só não podemos esquecer que caráter é tudo! O amor realmente é cego entretanto não se vale dos menos favorecidos,certo?

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br