A escola estadual Professor Valdir Monfredinho, em Pimenta Bueno, será reconstruída. Nas imediações da escola será erguida uma creche, que beneficiará aos moradores dos bairros Industrial, Triângulo Verde, CTG e Vila Nova. As ordens de serviços foram assinadas e entregues na sexta-feira (28) e totalizam R$ 5.230.000,00.

A empresa Raiar Construtora e Incorporadora deve iniciar a demolição do atual prédio nos próximos 30 dias. Em seguida começa a edificação da nova estrutura escolar que conterá dois blocos de sala de aulas, um bloco administrativo, uma biblioteca, um refeitório e uma quadra poliesportiva.

A demolição da escola decorre de sérios problemas na estrutura física. “Várias paredes estão com rachaduras, em alguns pontos no bloco administrativo o chão está afundando e a passarela de acesso ao interior da escola também está comprometida”, pontuou a diretora Rosângela Mendes, citando que o colégio foi construído na década de 1990 e não suporta mais reformas.

Os 400 estudantes dos ensinos fundamental e médio não terão prejuízos no ano letivo devido às obras na escola. Uma parte deles, os do 1º ao 5º ano, receberão aulas no Geraldo Fernandes, um prédio particular cedido pelo Lions e que fica nas proximidades do Monfredinho.

A outra parte dos alunos, os do 6º ao 9º ano do ensino integral do projeto Guaporé, terminarão o ano letivo na escola estadual Frei Silvestre, distante 2 quilômetros da Valdir Monfredinho. O transporte desses estudantes será feito por micro-ônibus da rede estadual de educação.

A escola Frei Silvestre está desativada há dois anos porque a prefeitura de Pimenta Bueno assumiu os estudantes do ensino fundamental, conforme preconiza a legislação em vigor do Ministério da Educação. Para a coordenadora regional de educação, professora Neiy Solange de Araújo Castilho o momento da assinatura das ordens de serviço é histórico. “Essas obras são muito importantes porque uma estrutura nova alia trabalho e conforto e favorece o aprendizado dos alunos”.

“Tanto a escola quanto a creche estão em ponto estratégico de Pimenta Bueno e tem muito a alavancar o desenvolvimento de quatro bairros da região”, declarou o prefeito Paulo Adail, agradecido ao governo estadual pelo atendimento ao pleito municipal da construção da creche.

O governador Daniel Pereira presidiu a solenidade e foi enfático ao falar sobre as edificações da escola e da creche. “Este investimento que passa de R$ 5 milhões é investimento pensando no futuro. São essas crianças que nos representarão politicamente lá na frente. É nosso dever cuidar dessas crianças”, declarou o governador, ao fazer um apelo aos pais “para que eduquem bem os filhos em casa, pois na escola os estudantes aprendem conteúdos didáticos”.

Texto: Paulo Sérgio
Foto: Frank Nery