Uma equipe de pesquisadores composta por uma docente e alunos de graduação e pós-graduação da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) participou da V Reunião Equatorial de Antropologia (REA) e da XIV Reunião de Antropólogos Norte e Nordeste (ABANNE), realizadas no período de 19 a 22 de julho de 2015, em Maceió (AL).

unir  A coordenadora da equipe é a linguista e professora doutora Marília Lima Pimentel Cotinguiba, chefe do Departamento de Línguas Vernáculas (DLV), docente do curso de Letras Português e dos mestrados de Letras e Estudos Literários da UNIR. De acordo com a professora, o objetivo da participação nos eventos é apresentar e discutir os resultados de diferentes aspectos da pesquisa realizada pelo grupo sobre a mobilidade haitiana para o Brasil.

A equipe é multidisciplinar e envolve pesquisadores da graduação, do mestrado e do doutorado da UNIR.

A pesquisa desenvolvida pelo grupo está vinculada ao Laboratório de Estudos da Oralidade (LEO) e ao Grupo de Pesquisa Migração, Memória e Cultura na Amazônia Brasileira (MIMCAB), coordenados pela professora Marília e pelo pesquisador Geraldo Castro Cotinguiba, além do projeto de Extensão “Migração internacional na Amazônia ocidental brasileira: linguagem e inserção social de haitianos em Porto Velho”, que também é coordenado pela professora.

Os pesquisadores da UNIR que participaram do congresso foram: Maquézia Suzane Furtado dos Santos, com o trabalho “A inserção da criança haitiana no ambiente escolar brasileira: um estudo de caso na cidade de Porto Velho, Rondônia”, escrito em parceria com a estudante Angélica Paixão dos Santos; Washington Luiz Dos Santos Assis, com o trabalho “Quando a imigração é a diferença: um novo olhar para os marcadores sociais da diferença na Amazônia ocidental brasileira”; Cleonete Martins de Aguiar, com o trabalho “Haitianos na Amazônia Ocidental: a língua como fator de inserção sociocultural no mercado de trabalho em Porto Velho”; Elizabeth Cavalcante de Lima e Marília Lima Pimentel, com o trabalho “A diáspora haitiana na obra país sem chapéu, de Dany Laferrière”; e Geraldo Castro Cotinguiba, com o trabalho “A importância da família na mobilidade transnacional haitiana”.

No encontro, os pesquisadores participaram de comunicação coordenada, grupos de trabalho e mesa redonda.

Projeto de Extensão Universitária

O projeto de Extensão “Migração internacional na Amazônia ocidental brasileira: linguagem e inserção social de haitianos em Porto Velho” está em atividade desde julho de 2011. Pimentel lembra que o projeto teve início por iniciativa da Paróquia São João Bosco, quando ela e o pesquisador Geraldo Cotinguiba ministravam aulas de Português no auditório da igreja. Devido à grande procura pelos haitianos, no início de agosto de 2012 foi necessário mudar de local. As aulas passaram então a ser ministradas na Escola Estadual 21 de Abril, onde continuam até hoje, na rua Rafael Vaz e Silva, 2182.

As aulas acontecem aos sábados, das 19h às 21h. A professora destaca que o projeto é aberto ao público e não atende apenas haitianos. Atualmente, o grupo possui três alunos bolivianos e um camaronês, mas já passaram por lá pessoas da República Dominicana, Irlanda, Estados Unidos e Peru.

Pimentel destaca também que a partir da experiência proporcionada pelo projeto, ao longo de quatro anos ininterruptos de trabalho, “e o precioso e inestimável trabalho de uma equipe de alunas de Letras Português da UNIR”, foi possível escrever um livro inédito para ensino de português para haitianos, que já foi adaptado para outras duas versões, para senegaleses e bengaleses. “A materialização do livro foi possível por meio de uma parceria com o SESI de Santa Catarina”, acrescentou.

Conforme Pimentel, o projeto hoje se mantém graças ao empenho de uma equipe de 16 pessoas e o apoio logístico da Escola 21 de Abril e do Serviço Pastoral do Migrante.

No total, além dos livros citados, os pesquisadores já escreveram e publicaram sobre o tema quatro artigos científicos, um capítulo de livro e ainda tem, para este ano de 2015, mais dois artigos e outros dois capítulos de livro para serem publicados, além da manutenção do blog do projeto (http://mimcab.blogspot.com.br).

Fonte: UNIR