PF investiga mal uso de recursos do Fundeb

image

Ivanilda após depor na Polícia Federal

Ivanilda Pinheiro de Godoy Vargas, presidente do Conselho do Fundeb em Vilhena depôs na Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (30) para explicar as denúncias protocoladas pelo próprio conselho. De acordo com as denúncias, há indícios de que parte do recurso do Fundo de Manutenção de Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) teria sido utilizado para pagamento dos vencimentos de servidores comissionados com desvio de função. A prática é inadequada e irregular.

O secretário municipal de educação José Carlos Arrigo também poderá ser intimado nos próximos dias, a investigação está na fase inicial. Na tarde de ontem, após a veiculação da matéria publicada com exclusividade pelo Rondônia em Pauta, o secretário entrou em contato com a nossa reportagem informando que não sabia de nenhuma investigação, que ele não tinha sido intimado e que o dinheiro já teria sido devolvido pela secretaria municipal de Fazenda. “Houve uma má interpretação da Lei”, asseverou Arrigo.

Em entrevista ao Rondônia em Pauta, Ivanilda informou que explicou tudo para o delegado e que o caso ainda terá outras etapas de investigação, pautadas pelo sigilo, como é o trabalho da PF. O conselho identificou a irregularidade ainda no ano passado e notificou a Secretaria Municipal de Educação. Segundo Ivanilda o dinheiro devolvido pela Prefeitura deve ser de outro processo do TCE, pois o órgão ainda está investigando as contas. Comissionados estavam nas escolas com desvio de função, mas já foram afastados.

Leia mais:
Exclusivo! Polícia Federal investiga mal uso dos recursos do Fundeb em Vilhena

Da redação do Rondônia em Pauta