Sintero-em-greve-69[pullquote]Os trabalhadores em educação estaduais e municipais de Vilhena vão paralisar as atividades por três dias a partir desta terça-feira, 23 de abril. A greve, que permanece até o dia 25, quinta-feira, é nacional e foi convocada pela CNTE[/pullquote]

[dropcap]E[/dropcap]m Rondônia a greve tem por finalidade cobrar do governo do Estado uma resposta à pauta de reivindicações 2013, que inclui reposição salarial, além do pagamento da licença prêmio em pecúnia e dos precatórios.

Nesta terça-feira os trabalhadores em educação se concentração na sede do Sindsul, próximo da Câmara de Vereadoresa partir das 7h30 da manhã, de onde poderão sair em passeata.

A direção do Sintero reitera a convocação a todos os trabalhadores em educação para que participem dos atos. “Precisamos demonstrar ao governo do Estado e à Prefeitura a insatisfação da categoria. Tudo o que conquistamos até hoje foi com muita luta. Já está provado que ficar apenas esperando uma resposta não é viável”, disse o presidente do Sintero, Manoel Rodrigues.

Segundo ele, o atendimento das principais reivindicações depende apenas de boa vontade dos governos.
“No caso do governo do Estado, entre outros itens, estamos cobrando o cumprimento da lei do Plano de Carreira quanto à mudança de classe dos professores. Isso só depende de um ato administrativo do governo e não há motivos para tanta procrastinação”, disse.
Segundo ele, a participação de todos é muito importante para demonstrar a força da categoria na luta por seus direitos.

[tabs]
[tab title=”Rondônia em pauta”]Autor e foto: Hernán Lagos
Fonte: Sintero
[/tab]

[/tabs]