Entre 100 estudantes, menos de 10 abandonam os estudos antes da conclusão do curso

A Universidade Regional do Cariri (Urca), no Ceará, é a instituição de Ensino Superior com o menor índice de abandono entre as universidades públicas do Brasil: 4,47%. Ou seja, de cada 100 alunos matriculados na faculdade cearense, menos de cinco abandonam o curso antes de se formarem.

O segundo menor índice é da Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir), com uma taxa de 6,74%, seguida pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com a taxa de 6,90%, a terceira mais baixa do país.

Os números foram levantados pelo Quero Bolsa, plataforma de inclusão de estudantes ao ensino superior, utilizando a base de dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), referentes ao ano de 2017. Veja os métodos do estudo ao final do post.

Índices bem abaixo da média do país

O índice das 25 universidades públicas com a menor taxa de evasão pode ser considerado muito bom se comparado à média nacional, que é de 24,58%.

Isso significa, aproximadamente, que a cada quatro estudantes que ingressam no Ensino Superior no Brasil, um não conclui o curso superior (ou 25 a cada 100 alunos).

As oito universidades melhor classificadas possuem índices abaixo de 10%, ou seja, entre 100 estudantes, menos de 10 abandonam a universidade antes da formatura.

Veja as 25 universidades públicas com menor índice de abandono no Brasil

PosiçãoUniversidadeTaxaUF
Universidade Regional do Cariri (Urca)4,47%CE
Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir)6,74%RO
Universidade Federal do Maranhão (UFMA)6,90%MA
Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)7,88%ES
Universidade de São Paulo (USP)9,26%SP
Universidade de Campinas (Unicamp)9,77%SP
Universidade Federal da Bahia (UFBA)9,82%BA
Universidade Federal de São Carlos (Ufscar)9,95%SP
Universidade Estadual de São Paulo (Unesp)10,04%SP
10ªUniversidade do Estado da Bahia (Uneb)10,17%BA
11ªUniversidade Estadual de Feira de Santana (Uefs)10,31%BA
12ªUniversidade Federal do Amazonas (Ufam)10,81%AM
13ªUniversidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)11,30%PA
14ªUniversidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)11,37%BA
15ªUniversidade Federal de Alfenas (Unifal)11,55%MG
16ªUniversidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)11,96%MG
17ªUniversidade Estadual do Maranhão (Uema)12,70%MA
18ªUniversidade Federal de Itajubá (Unifei)12,85%MG
19ªUniversidade do Estado do Pará (Uepa)12,92%PA
20ªInstituto Federal do Espírito Santo (Ifes)12,94%ES
21ªUniversidade Federal de Minas Gerais (UFMG)12,96%MG
22ªUniversidade Federal da Grande Dourados (UFGD)12,98%MS
23ªUniversidade Federal de Pernambuco (UFPE)13,03%PE
24ªCentro Federal de Educação Tecnológica (CEFET-RJ)13,05%RJ
25ªUniversidade Federal de São Paulo (Unifesp)13,20%SP

– A média nacional de abandono no Ensino Superior é de 24,58%.

Método do estudo

Os números foram levantados pelo Quero Bolsa utilizando dados da base do Inep, disponíveis no site do instituto. Os últimos dados são referentes ao ano de 2017 e foram divulgados em outubro de 2018.

  • Foram separadas as Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas do Brasil para análises distintas;
     
  • Para esta análise, foram selecionadas as 100 universidades públicas com maior número de alunos com status de “cursando” na base do Inep;
     
  • Foi considerado abandono os estudantes com status de “matrícula trancada” e “Desvinculado do curso“;
     
  • A taxa de abandono de cada instituição foi calculada da seguinte forma: Taxa de Abandono = (Matrícula trancada + Desvinculado do curso) / (Matrícula trancada + Desvinculado do curso + Cursando + Transferido para outro curso da mesma IES + Formado + Falecido)

    *Errata: o texto foi corrigido com a localização correta da Urca, no Ceará. Na publicação original, foi colocado erroneamente que a faculdade tem sua sede em Pernambuco. A Região Metropolitana do Cariri está localizada no sul do estado Ceará.

Quero Bolsa