Kit é composto por bolas oficiais de diversas modalidade esportivas

Kit é composto por bolas oficiais de diversas modalidade esportivas

Os 52 municípios de Rondônia vão receber kits esportivos que são adquiridos pelo executivo estadual por meio de recursos repassados pela Lei Federal nº 10.264 de 26 de junho de 2001, conhecida como Lei Agnelo/Piva, que prevê o repasse para todos os estados e para o Distrito federal de um percentual da arrecadação de todas as loterias federais em operação no país. O repasse é feito mensalmente em uma conta específica do estado e é administrada pela Superintendência Estadual de Juventude Cultura Esporte e Lazer (Sejucel) por meio do Fundo Estadual de Desenvolvimento do Desporto (Funder).

Segundo o coordenador de Esporte e Lazer da Sejucel, José Carlos Barbosa, esse recurso é específico para reforma e construção de praças esportivas, aquisição de passagens para atletas, realização de eventos esportivos e aquisição de materiais esportivos para formação e treinamento de atletas de alto rendimento. “Esses kits são entregues para os municípios, que repassam para os projetos sociais. É uma forma de incentivar a prática esportiva de forma geral”, afirmou o coordenador.

Após o recebimento do material, os municípios devem apresentar para a Sejucel um projeto detalhado informando quais instituições sociais foram beneficiadas com os materiais esportivos. Os kits são usados para treinamento dos alunos/atletas que treinam nas inúmeras escolinhas esportivas espalhadas pelos 52 municípios do estado. “O resultado desse treinamento vai aparecer nos Jogos Intermunicipais de Rondônia (Jir) de 2016, que será realizado na cidade de Ji-Paraná”, ressaltou José Carlos Barbosa.

Os kits esportivos contém bola de futebol de campo, bola de futsal oficial, bola de handebol, masculino e feminino, bola de beach vôlei oficial e bola de voleibol oficial. A quantidade de kits esportivos destinados a cada município depende do número de habitantes e também da vocação esportiva em que a região mais se destaca.


Fonte
Texto: Eleni Caetano
Secom – Governo de Rondônia