A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia negou o pedido de liberdade, em habeas corpus, a Claudimar Pena Rodrigues, o qual, juntamente com José Aquino Pereira Junior, é acusado de ter tentado matar Alexandre Gomes de Souza, no dia 1º de fevereiro de 2020, na cidade de Alvorada do Oeste. A vítima foi atingida com 15 facadas na cabeça, nas costas e nos braços. O acusado foi preso em flagrante.

Segundo o voto do desembargador Daniel Lagos, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada, pois a vítima havia entrado ferida no hospital municipal depois de ser perseguida por um veículo Fiat/Siena, que permanecia nas imediações. Claudimar Pena e José Aquino, ao avistarem a viatura policial, teriam jogado pela janela do carro um facão e uma chave de fenda. Os policiais ainda encontraram no veículo 3 facas, uma com machas de sangue.

Para o relator, a decisão do juízo da causa está bem fundamentada. A decisão colegiada sobre o paciente Claudimar Pena foi proferida na sessão de julgamento do dia 5 de março de 2020, no Habeas Corpus n. 0000786-60.2020.8.22.0000. Já José Aquino teve o seu pedido de liberdade negado, pelo mesmo fato, na sessão de julgamento do dia 21 de fevereiro de 2020.

O Ministério Público de Rondônia já apresentou a denúncia contra ambos acusados, a qual foi recebida pelo Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Alvorada do Oeste, em 14 de fevereiro de 2020. A motivação do crime não é revelada nem no habeas corpus nem na decisão que recebeu a denúncia.

Assessoria de Comunicação Institucional