Celas que protagonizaram fugas na Casa de Detenção são demolidas

2013-09-11T12:20:02+00:0011 setembro, 2013|

Muralhas serão ampliadas e reforçadas com concertinas (arame farpado)

Celas ficavam do lado direito, o muro dava acesso à antiga Ciretran

Celas ficavam do lado direito, o muro dá acesso à antiga Ciretran e à rua

[dropcap]A[/dropcap]pós a inauguração do presídio de Vilhena (Centro de Ressocialização do Cone Sul) os detentos foram transferidos, deixando uma média de 75 detentos na Casa de Detenção que já teve o problema de superlotação, com 323 presos, sendo palco de rebeliões e fugas.

TATUAs celas que compartilhavam a parede com a antiga Ciretran foram derrubadas de imediato, entre elas a Cela 11 onde foi feito um túnel que serviu para os detentos fugirem. Só ficaram as celas da carceragem principal.

Hoje a Casa de Detenção serve como uma Central de Triagem, onde ficarão apenas infratores com condenação provisória. “O número de detidos varia a cada final de semana, mas não temos mais o problema de superlotação”, informou Aderilton Ribeiro Silva, diretor administrativo da Casa de Detenção de Vilhena.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br