10 Medidas contra CorrupçãoFoi divulgada pelo procurador da República, Deltan Dallagnol, que é coordenador da Operação Lava Jato, carta de reconhecimento ao apoio dado pelos Ministérios Públicos de Contas (MPCs) do Brasil em face da adesão à campanha das Dez Medidas de Combate à Corrupção.

Em Rondônia, o MPC, além de aderir ao movimento nacional, também realizou atividades como explanação sobre a campanha e coleta de assinaturas tanto na sede do órgão, para membros e servidores, quanto em instituições de ensino superior de Porto Velho, para a classe acadêmica.

Abaixo a íntegra da carta:

Olá, colegas do Ministério Público de Contas,

É com alegria que me dirijo a vocês e agradeço, sensibilizado, a ampla adesão do Ministério Público de Contas à Campanha das Dez Medidas de Combate à Corrupção. Tenho acompanhado a ampla atuação de vocês, colegas, em todo o país, ajudando, muitas vezes, com recursos próprios, na coleta de assinaturas.

A Campanha das Dez Medidas, como costumamos dizer, não tem dono. Ela é de todo o povo brasileiro, que quer mudanças; é de todos os integrantes do MP Brasileiro que, buscando a justiça, não se acomodam diante da falta de instrumentos legais, esforçando-se para que o criminoso, que frauda os cofres públicos, pague pelos crimes cometidos e devolva o dinheiro público surrupiado.

Sabemos da importância do Ministério Público de Contas nesse cenário. Atuando tecnicamente junto às Cortes de Contas, é um grande aliado no combate à corrupção. Por isso, a adesão do MPC é para nós um motivo de grande felicidade e orgulho.

Assim, peço aos colegas do MPC de todo o país que intensifiquem a campanha nos seus Estados. Ajudem-nos a lutar pelo maior número de assinaturas. Somos todos Ministério Público, unidos pela mesma causa, que é a defesa do patrimônio público e da probidade administrativa.

Com essas palavras, registro o reconhecimento à atuação de vocês e agradeço a cada um, em especial, ao Presidente da Ampcon, Diogo, cuja carta de apoiamento demonstrou quais são os princípios que devemos todos seguir: a defesa intransigente da .moral e da ética na lida com a coisa pública.

Sigamos em frente, unidos por essa causa.

Obrigado!

Deltan M. Dallagnol
Procurador da República em Curitiba

Ascom TCE