Oito empresas do ramo da construção civil apresentaram, nesta segunda-feira (16), propostas para a execução da obra de construção do prédio do novo Fórum de Vilhena, durante a Sessão de Abertura da Concorrência Pública 001/2020. Na sessão, que aconteceu no Plenário 1 do edifício-sede, as interessadas entregaram toda a documentação necessária referente ao certame, além das propostas à Comissão Permanente de Licitação.

Oito construtoras participaram da Sessão de Abertura da Concorrência Pública, nesta segunda-feira, 16

As empresas que apresentaram propostas foram: Norte Empreendimentos, Delta Engenharia, Oikos Construções, Medianeira, Construvil, Haza Construções, Rego e Mendes Construções e Construtora Roberto Passarini Ltda.

Leia mais: Judiciário abre Edital de Licitação para construção de novo fórum de Vilhena

A empresa contemplada na concorrência pública será responsável pela construção do novo Fórum de Vilhena, que será na Avenida Presidente Tancredo Neves, Bairro Jardim América. O edital de licitação foi lançado em fevereiro, na modalidade de concorrência pública tipo menor preço e regime de empreitada por preço global. A área construída será de 4.235,70 m², e abrigará sete varas do Judiciário de Rondônia.

O valor estimado da despesa é de quase 15 milhões. A edificação terá um pavimento térreo com guarita, subestação/grupo gerador, casa de bombas, estacionamento e demais atendimentos necessários diretos e indiretos ao jurisdicionado, visando proporcionar a todos – magistrados, servidores, operadores do direito e a população – conforto e segurança.

Com a entrega de documentos das oito empresas, o próximo passo é a digitalização e o encaminhamento para o parecer do Departamento de Engenharia e Arquitetura (DEA) e da Divisão de Contabilidade (Dicont).

Assessoria de Comunicação Institucional