Polícia Federal solicitou e Justiça acatou o pedido de afastamento de Jacier Dias (PSC) que foi preso na manhã desta quarta-feira (2)

Jacier já havia retirado a placa de vice-prefeito após uma coletiva em que denunciou a corrupção dentro da administração Rover. As denúncias deram origem à Operção Stigma da PF que prendeu personagens graúdos da administração municipal.

No final da coletiva, Jacier retirou a placa do seu gabinete


Jacier foi preso acusado de integrar o grupo que extorquia empresários do ramo imobiliário através de propina em dinheiro e terrenos no intuito de dar celeridade à aprovação de loteamentos.

Curiosamente, Jacier foi o primeiro denunciante da corrupção dentro da administração Rover que acabou deflagrando a Operação Stigma que acabou colocando atrás das grades homens de confiança da gestão municipal. O desdobramento das investigações acabam, agora, alcançando o próprio denunciante que já está preso preventivamente.

A Justiça também determinou a suspensão do exercício da função pública e o afastamento do cargo do vereador Marcos Cabeludo (PHS). Em ofício enviado na manhã desta quinta-feira, 3, ao Poder Legislativo, a Juiz de Direito Fabrício Amorin de Menezes ressaltou que o cumprimento deve ser de forma imediata.

O advogado Carlos França, assessor jurídico do Legislativo, explicou que a Câmara vai cumprir a determinação judicial e o suplente de Marcos Cabeludo será convocado. Trata-se do pastor Francis Godoy, que deverá tomar posse na sessão ordinária da próxima terça-feira.

doc-150
Da redação do Rondônia em pauta