Caetano Vendimiatti Neto denunciou o chefe do Executivo estadual, mas Legislativo arquivou procedimento após Rocha demitir secretários fazendo as indicações passarem pelo crivo dos deputados

Novela do impeachment ainda não acabou para Marcos Rocha: governador de Rondônia agora é intimado a responder na Justiça do Estado

O governador de Rondônia Coronel Marcos Rocha, do PSL, ainda não se safou da novela do impeachment.

Embora a Assembleia Legislativa (ALE/RO) tenha arquivado a denúncia apresentada pelo advogado Caetano Vendimiatti Neto após o chefe do Executivo exonerar e fazer com que as indicações para autarquias e fundações passassem pelo crivo dos deputados, confluindo, aí sim, com o que determina a Constituição do Estado, agora é a Justiça que analisará o caso.

Caetano Neto ingressou com ação popular a fim de obrigar o governador a devolver pelo menos R$ 1,2 milhão em salários recebidos de maneira ilegal pelos secretários nomeados ao arrepio das normas constitucionais regionais.

A 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Velho, sob incumbência do juiz de Direito Edenir Sebastião Albuquerque da Rosa, já determinou a citação do mandatário do Palácio Rio Madeira a fim de que este se manifeste nos autos e apresente defesa no prazo legal de 15 dias.

CONFIRA A AÇÃO DO ADVOGADO:

AÇÃO POPULAR

VEJA O DESPACHO DO JUÍZO:

Por Rondoniadinamica