Com a implantação do Processo Judicial Eletrônico PJe-JT na Vara do Trabalho de Guajará-Mirim nesta segunda-feira, dia 30 de junho, todas as unidades judiciais da Justiça do Trabalho em Rondônia e Acre passam a operar 100% com processos eletrônicos.

salvarcool(8)

A Vara de Guajará Mirim, estava na programação para implantar em abril, mas com a histórica cheia do Rio Madeira, que levou o Estado de Rondônia à calamidade pública, teve que ser adiada, mas agora é realidade. Assim o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região cumpre uma importante agenda que é a implantação em 100% em toda sua jurisdição, que envolve os estados de Rondônia e Acre.

A advogada Cynthia Maria Alecrim de Moraes, que milita há quase cinco anos na região, protocolizou a primeira ação eletrônica de Guajará-Mirim, recebendo o número 10002-10.2014.5.14.0071, com audiência marcada para o dia 15 de julho de 2014 às 8h30. “É uma honra ser a primeira advogada a utilizar o sistema em Guajará-Mirim, e sabemos da importância das novas tecnologias, com isso a Justiça do Trabalho dá mais um importante passo no aprimoramento e agilidade na tramitação e solução dos processos e quem ganha é o jurisdicionados” ressaltou Cynthia Moraes.

De acordo com o coordenador do Comitê Gestor Regional do PJe-JT, desembargador Carlos Augusto Gomes Lôbo, esta implantação significa o fim de um ciclo, e a partir de hoje todos os novos serão de forma eletrônica em qualquer da unidades judiciais de Rondônia e Acre. Lôbo ressaltou ainda que o PJe será implantado em todo o judiciário nacional e a 14ª Região se orgulha com o pioneirismo. A celeridade processual já é comprovada pelos advogados, e em apenas um click um recurso já chega no Tribunal, diferentemente do sistema antigo, no formato tradicional do processo em papel.

O magistrado ressaltou ainda que o TRT14 foi reconhecido recentemente pelo Conselho Nacional de Justiça ¿ CNJ, como o único entre todos os tribunais brasileiros a cumprir todas as metas estabelecidas em 2013. Lôbo fez questão de registrar o apoio que a Ordem dos Advogados do Brasil tem dispensado na implantação e utilização do novo sistema.

O juiz Wadler Ferreira, titular da VT de Guajará-Mirim, falou dos ganhos com o novo sistema e ressaltou a celeridade como um dos pontos fundamentais, com isso ganha os jurisdicionados, a própria Justiça e sobretudo na melhoria da qualidade de vida de todos que atuam nos processos, inclusive da advocacia.

Para a presidente da subseção da OAB/Guajará, Cherislene Pereira de Souza, a implantação do novo sistema de processos agora para os advogados que militam em Guajará Mirim e Região trará mais celeridade. Toda novidade no início há alguma resistência, mas isso será superado com o dia a dia, uma vez que os treinamentos promovidos pelo TRT e pela OAB trouxeram grande aprendizado, conclui.

A implantação do PJe-JT na 14ª Região teve início no dia 19 de novembro de 2012 pela Vara do Trabalho de Ouro Preto do Oeste (RO) e no segundo grau do Regional, seguidos por outras duas Varas, e em 2013 implantado nas Varas de Rio Branco e Porto Velho, em 2014 outras 09 (nove) Varas e agora o TRT14 cumpriu a meta de implantação em toda a sua jurisdição.

RONDÔNIA DINÂMICA