Marcos Rogério, do PDT, foi o único parlamentar de Rondônia a se posicionar contra

[dropcap]O[/dropcap] Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira, por 330 votos a 141 e 1 abstenção, o financiamento privado de campanhas com doações de pessoas físicas e jurídicas para os partidos políticos e com doações de pessoas físicas para candidatos. O texto aprovado é uma emenda à reforma política (PEC 182/07) apresentada pelo líder do PRB, deputado Celso Russomanno (SP), que atribui a uma lei futura a definição de limites máximos de arrecadação e dos gastos de recursos para cada cargo eletivo.

Pela emenda, o sistema permanece misto – com dinheiro público do Fundo Partidário e do horário eleitoral gratuito – e privado, com doações de pessoas e empresas.

A aprovação da emenda ocorreu em meio a protestos de deputados do PCdoB, do PT, do Psol e do PSB. Esses partidos avaliaram que houve uma manobra para reverter a derrota imposta na terça-feira pelo Plenário às doações de empresas às campanhas. Os deputados rejeitaram a emenda que autorizava as doações de pessoas físicas e jurídicas para candidatos e partidos.

Dos oito deputados federais eleitos por RO, cinco votaram a favor; um se posicionou contra e dois não participaram, segundo a lista de votantes publicada no site oficial da Câmara Federal. Clique aqui para ver todos os votos.

Confira como votou cada deputado de Rondônia

Mariana Carvalho (PSDB) – Não votou
Marcos Rogério (PDT) – NÃO
Lindomar Garçon (PMDB) – SIM
Marinha Raupp (PMDB) – SIM
Lúcio Mosquini (PMDB) – SIM
Nilton Capixaba (PTB) – Não votou
Expedito Netto (SD) – SIM
Luiz Cláudio (PR) – SIM

Rondônia Dinâmica