A estadia de apenas 35 dias custou para os cofres públicos R$ 121.510

mangabeira-unger[pullquote]Fazendo as contas, diárias chegaram a custar o absurdo de R$3.471,00[/pullquote]

[dropcap]A[/dropcap] edição desta semana da revista Veja revela, na coluna Holofote, quanto o governador Confúcio Moura gastou em Porto Velho para hospedar por apenas 35 dias o filósofo Mangabeira Unger, ex-ministro de Lula, que hoje ocupa um cargo não remunerado no Conselho de Desenvolvimento Sustentável de Rondônia desde 2011.

O estado alugou o apartamento 1103 do edifício Leonardo da Vinci. De junho de 2011 a dezembro do ano passado, Unger passou 35 dias em Rondônia. Além de ter contratado o imóvel por muito mais tempo que o necessário, o governo superfaturou o preço em 37%, segundo o Tribunal de Contas.

O apartamento, que ultimamente é usado pelo deputado estadual Adriano Boiadeiro (PRP), pertence à mulher de Alberto Siqueira, assessor do deputado. Mais conhecido como Beto Baba, Alberto Siqueira foi indiciado pela polícia, na Operação Apocalipse, pela acusação de liderar uma quadrilha de traficantes que financiou campanhas de deputados em troca de cargos públicos e outras vantagens ilícitas.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos

Fonte: Revista Veja[/tab]
[/tabs]

[print-me]