Acabou derrubada a decisão de primeira instância que envolve a mãe dos filhos de Gugu

Rose, João e Gugu: muito antes da tempestade familiar  Marcia Minillo/Dedoc

Na tarde desta quarta, 5, o Tribunal de Justiça de São Paulo derrubou a decisão de primeira instância que dava a Rose Miriam Di Matteo uma pensão alimentícia de 100 000 reais, valor a ser pago pelo espólio de Gugu Liberato. O TJ determinou o depósito apenas dos custos dos filhos, incluindo os gastos da residência, em um valor de 10 000 dólares (cerca de 42 000 reais). O valor é depositado em uma conta de João Augusto, de 18 anos, filho mais velho de Gugu e Rose.

O patrimônio estimado de Gugu é de 1 bilhão de reais. Trata-se de uma ação liminar e paralela ao processo de reconhecimento de união estável, cujo prazo final de entrada é 13 de fevereiro. Nenhuma prova ou testemunha foi apresentada.

Veja.com