O criador do mensageiro ZapZap, conhecido como o “WhatsApp brasileiro”, pôs fim nas polêmicas em torno da legalidade do app e, enfim, teve seu código fonte disponibilizado abertamente nesta terça-feira (3). 

za´za

Com isso, sua regulamentação garantida junto à comunidade de software livre. A medida foi tomada após um alerta feito por representantes do Telegram, dono do código original usado pelo ZapZap. 

O Telegram tem acesso às suas versões modificadas e verificou o aumento repentino de usuários do ZapZap. Após análise, os desenvolvedores notaram a irregularidade. “Eles disseram que o próprio Googlepoderia retirar o aplicativo da loja (Play Store), por isso, recomendaram que eu disponibilizasse o código sob a licença certa para não haver problemas”, explicou o desenvolvedor Erick Costa.

 Segundo o brasileiro, o problema foi causado por pura falta de conhecimento da licença GNU GPL, sob a qual o Telegram está registrado. Então, para evitar problemas e regularizar o funcionamento do aplicativo, sua versão do código fonte foi disponibilizada para acesso público por meio do Github, famoso repositório de software livre  no site. Também é possível ver a inscrição “Licenciado sob GNU GPL”.

Com a medida, o desenvolvedor diz que pretende pôr um fim nas discussões. “Fiquei muito feliz porque o Telegram me deu todo o apoio. Agora vou poder me dedicar a melhorias no aplicativo”, disse. O número de downloads do mensageiro brasileiro já se aproxima do meio milhão e reúne 200 mil usuários ativos.

Tech Tudo