viatura

Por determinação da Central de Operações, uma guarnição da polícia militar se deslocou até o bairro Barão do Melgaço, onde entrou em contato com as vítimas.

Informaram aos policiais que a proprietária da casa, encontrava-se viajando, e que na tarde de ontem, 1, sexta-feira por volta das 18h30, um dos moradores da casa estava do lado de fora da residência quando percebeu que dois rapazes aproximavam-se. Um dos rapazes utilizava um capacete de cor preta, tinha estatura alta, moreno, trajando uma jaqueta preta, calça jeans. O outro estava com um capuz na cabeça de cor preta, tinha estatura média, trajava camisa de manga longa xadrez de cor azul claro com azul escuro.

Cada meliante sacou um revólver e anunciou o assalto no momento em que o menino tentou fechar o portão. Ordenaram que a vítima seguisse para o interior da residência, fecharam o portão e renderam outra pessoa que se encontrava dentro da casa.

Os bandidos gritavam com as vítimas a todo momento para que entregassem um cofre.

Minutos depois chegou na residência outra moradora, que abriu o portão da garagem e estacionou seu veículo. Ao chegar na porta percebeu seus que amigos estavam nas miras dos revólveres. Foi ordenada para entrar pelos meliantes, onde pediram as chaves dos quartos. Ela informou que não era proprietária da residência, e que a dona estava viajando.

Sem ter a chave dos quartos os meliantes foram até a janela dos quartos e arrombaram-nas.

Levaram do quarto um cofre medindo aproximadamente, 40×40 centímetros, a vítima não soube informar o que tinha no interior do cofre, porém acredita que tinha joias e dólares que sua mãe costuma ter em casa. Além do cofre levaram também várias joias que estavam soltas em cima de móveis no quarto. Dela os bandidos levaram uma quantia de R$ 180,00 (cento e oitenta reais), dois chips de celulares, chave da caminhonete S-10, controle e alarme do veículo e uma bolsa contendo documentos pessoais.

Depois do roubo, um dos bandidos ligou para uma terceira pessoa pedindo apoio pois não conseguia carregar todos os objetos. Minutos Depois as vítimas escutaram o barulho de um carro parando na residência.

Ameaçaram a vítima colocando a arma em sua cabeça, após isso uma mulher entrou na casa e tirou a arma da mão do bandido e o chamou para ir embora. A vítima diz não ter reconhecido a mulher que entrou na residência.

Foi feito um boletim de ocorrência e registrado na DPC local, para que sejam tomadas as providencias cabíveis.

Da redação do Rondônia em Pauta