Motorista disse que o ponto cego do carro não o deixou ver a moto vindo

DSCN7553O acidente aconteceu por volta das 11h do sábado (12) no cruzamento da Av. Celso Mazutti com a Av. Brigadeiro Eduardo Gomes em frente à rotatória da BR-364 que dá acesso ao terminal rodoviário de Vilhena no Bairro Jardim Eldorado.

Marcelo Pereira da Silva, de 23 anos, condutor da moto Titan, vinho, placa NCD-9858/Vilhena levava na garupa sua namorada, Alessandra Gonçalves, de 23 anos. Eles trafegavam pela BR-364 e passaram pela rotatória para acessar a Av. Brigadeiro Eduardo Gomes. Ao atravessar a Av. Celso Mazutti, eles foram impetuosamente derrubados e arrastados por aproximadamente 30 metros por um Toyota Etios, branco, placa NCA-7443/Vilhena, conduzido por Alfredo Matias da Silva, de 59 anos, que ia sentido Porto Velho.

DSCN7555

Alessandra sofreu um corte contuso e possível fratura na perna direita após ser arremessada contra o para-brisa do carro. Marcelo sofreu ferimentos leves.

Alfredo, que é funcionário do Ibama, alegou que o ponto cego do veículo o impediu de ver a moto vindo, porém pela distância entre o momento da colisão e o local onde os veículos foram parar, presume-se que estava em alta velocidade.

DSCN7557

O Corpo de Bombeiros socorreu as vítimas e os levou as Hospital Regional.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]