Carlos Eduardo Salto, 31 anos, estava escondido em uma fazenda.

imageA captura aconteceu volta das 7h desta sexta-feira (1) em uma fazenda no distrito de Nova Conquista onde trabalhava como peão. A fazenda é aquela onde aconteceu a Chacina do Porco. Ele estava de posse de uma espingarda quando foi preso e estava tomando café.

Cumpria pena de 36 anos por tentativa de homicídio e assalto no distrito de Parecis em Santa Luzia. A captura foi realizada graças a um trabalho conjunto do Núcleo de Inteligência da Polícia Militar e o Grupo de Operações Especiais.

A fuga

Oito presos fugiram do Centro de Ressocialização Cone Sul, conhecido como presídio de segurança máxima de Vilhena. Na calada da noite do dia 12 de maio, detentos conseguiram serrar as grades das celas do banho de sol que fica a aproximadamente 6 metros de altura. Seguidamente usaram cordas, conhecidas no mundo do crime como “Tereza” para ter acesso ao exterior do presídio.

Da redação do Rondônia em pauta