Construção foi feita enquanto ela viajava fora do estado para tratamento de saúde

Foto ilustrativa

Na manhã desta segunda-feira, 12, dona Maria José de Freitas, de 63 anos, relatou à Polícia Civil que é proprietária da Lote 2, Quadra 27 do Setor 85 no bairro Assossete, comprado pelo seu falecido esposo Geraldo Quintino de Freitas no ano de 2015 e mostrou o contrato. Ela ainda mostrou que está com o IPTU em dia.

No dia 19 de junho deste ano, dona Maria viajou a Presidente Prudente-SP, a fim de realizar tratamento de saúde e, ao retornar a Vilhena, no dia 5 de agosto, viu que estavam concluindo a construção de um imóvel em seu terreno, sem o seu conhecimento.

Ela entrou em contato com a imobiliária Habitar (Associação Habitacional de Rondônia) e lhe propuseram conceder outro lote, em outra área da cidade. Por esse motivo, dona Maria registrou o Boletim de Ocorrência.

Da redação do Rondônia em Pauta