Carlos Lima Loiola está preso preventivamente (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Na manhã da última sexta-feira, 20, a delegada Solângela Barros Guimarães Ferreira, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher e Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, remeteu ao fórum local o inquérito policial instaurado para apurar o cometimento de crimes sexuais praticados por Carlos Lima Loiola, preso na sexta-feira, 13.

Segundo a delegada, com o desdobramento das investigações constatou-se que, além das vítimas já identificadas no inquérito, Carlos assediou vários adolescentes e praticou ato libidinoso com um adolescente de 12 anos.

Ainda de acordo com Solângela, a possibilidade de serem identificadas outras vítimas não está descartada, já que os dispositivos eletrônicos apreendidos durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, realizada na casa de Carlos, ainda estão sendo analisados pela Perícia.

Assessoria da Polícia Civil