A apreensão ocorreu no início da tarde desta quarta-feira (07) na avenida 1º de Maio no Centro de Vilhena.

2De acordo com a Polícia Militar, a Central de Operações recebeu uma denúncia anônima informando que dois indivíduos identificados como Fabrício Augusto e Douglas Faquini da Silva, ambos de 18 anos, teriam furtado uma motocicleta Honda Biz 100, e estavam trafegando no bairro São Jose. Eles estavam aguardando um veículo na residência nº 1669 da rua Beira Rio.

Diante das informações foi acionada uma guarnição de plantão comandada pelo CB Wagner e composta pelos SD Padolfo de O’razio, que rapidamente se deslocaram até o endereço citado, e realizaram diligências na dita residência do acusado Fabrício, em contato com os parentes, relataram que o mesmo tinha o referido veículo, e em contato com Fabrício, confessou aos militares que estava com o veículo no final de semana, mas que o havia deixado em uma boca de fumo na rua 1º de Maio na casa nº  2911, onde morava um homem identificado como Luan Martins Rebouças, 22 anos, e sua esposa Ingrid.

1Antes de isso, os militares pediram apoio de uma viatura para fazer a captura de Douglas, momento em que um elemento identificado como Adevair Fernandes da Silva, que relatou ser o pai de Douglas, interveio na prisão do filho e com sintomas de embriaguez desacatou aos policiais com palavras de baixo calão: “Vagabundos e doidos, não prenderão ninguém”. Diante da atitude, recebeu voz de prisão, resistiu, mas acabou sendo detido.

Prosseguindo a investigação na casa de Luan, sendo localizada nos fundos do imóvel sua esposa Ingrid Aline da Silva Palmeira, 18 anos, informou que seu esposo Luan estava na residência da sua mãe. Outra viatura foi no local e deu voz de prisão ao acusado. Dentro da residência, que funciona como boca de entorpecentes, foi encontrada a referida motocicleta desmontada, que havia sido furtada no dia 1/05/2014 e que havia sido trocada por Fabrício e Douglas pelo valor de R$ 200, 00 reais em entorpecentes.

3Além da moto, foi encontrado dentro da geladeira 225 gramas de maconha em forma de tabletes, 14 invólucros de cocaína aproximadamente 15 gramas, uma certa quantia de ácido bórico que servia para misturar a droga, uma televisão de 45 polegadas, que segundo Luan tinha trocado também por entorpecentes e vários objetos de procedência duvidosa.

Todos os envolvidos receberam voz de prisão e levados à Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.

Petter Vargas
Repórter policial