Um menino de apenas 7 anos de idade acabou tendo a perna amputada após ser atingido por uma ‘linha chilena’. O caso aconteceu em uma cidade no interior de Minas Gerais e deixou os pais em alerta por todo país, pois casos como este estão se multiplicando.

Neste último sábado (20), o garoto estava em uma praça na cidade de Visconde do Rio Branco, a 265 km de Belo Horizonte, quando foi atingido na perna pela linha chilena. No mesmo instante, ele entrou em choque hemorrágico e teve uma parada cardiorrespiratória, sendo levado para o hospital da cidade, onde passou por vários procedimentos, sendo levado em seguida para a UTI – Unidade de Tratamento Intensivo.

Não demorou muito e o menino foi transferido para o Hospital Santa Isabel, na cidade de Ubá, onde os médicos tiveram que optar pela amputação da perna esquerda da vítima. Tudo correu bem na cirurgia, mas o menino continua internado na UTI pediátrica do hospital em antibioticoterapia.

A Polícia Civil já abriu inquérito para apurar o caso que está sendo investigado como crime de lesão corporal grave. Esse já é o segundo caso de amputação que foi causado por linha chilena em Minas Gerais nos últimos dias. Na cidade de Betim, região metropolitana de BH, o jovem Gabriel Lucas Alves também teve uma das pernas amputadas após ser atingido por linha chilena. Ele tem apenas 15 anos de idade e estava indo jogar bola.

Pais de todo país estão preocupados, ainda mais que agora no mês de agosto aumenta o número de crianças soltando pipas e o uso da linha chilena é cada vez mais comum. O importante é que os pais conversem com seus filhos e peça a eles que informem quando encontrarem alguma criança usando linha chilena, o que é proibido.

O diálogo e a prevenção continua sendo o melhor caminho para tentar acabar com este problema que continua fazendo vítimas por todo Brasil.

1News