A Polícia Federal, no âmbito da “Operação Fronteira Fechada”, com o apoio do Exército Brasileiro – 6° BIS, BPFRON, Marinha do Brasil e Força Nacional, vem realizando diversas ações de combate aos crimes transfronteiriços na região de Guajará Mirim e Nova Mamoré, em especial a repressão ao descaminho, contrabando e a entrada ilegal de estrangeiros no país.

Foto: Polícia Federal

Durante essa semana foram apreendidos produtos de descaminho, como roupas, brinquedos e alimentos, além da apreensão de nove embarcações com motores e três veículos utilizados para a práticas de ilícitos, que foram encaminhados à Receita Federal.

Um homem boliviano foi flagrado transportando 200 litros de gasolina de origem boliviana e autuado em flagrante pelo crime de contrabando de combustível, com pena prevista de 1 a 5 anos de reclusão e, ao final dos procedimentos, encaminhado ao presídio em Guajará Mirim.

No final de semana, sete bolivianos foram deportados pois não possuíam a documentação legal exigida para o tráfego pela fronteira e participavam do transporte ilegal de mercadorias. Com um deles foi apreendida a quantia de R$14.890,00 no momento em que entrava o Brasil, sem a declaração ao órgão fiscal.

O patrulhamento da Polícia Federal e demais órgãos parceiros na região do Rio Mamoré intensificaram-se com a reabertura parcial do Porto Oficial, e em paralelo, as ações de controle do fluxo migratório e do trânsito de moradores transfronteiriços entre as cidades gêmeas estão reforçadas.

Da redação do Rondônia em Pauta com informações da Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia/RO