A Polícia Civil deflagrou a ‘Operação Restolho’ a fim de combater o tráfico de drogas em Alvorada do Oeste, Costa Marques e Presidente Médici; já em Vilhena, os alvos seriam servidos públicos e até mesmo secretários municipais

FRANCIS_1Duas operações distintas deflagradas pela Polícia Civil de Rondônia atingiram, a princípio, quatro municípios do Estado. A primeira delas, denominada ‘Operação Restolho’, visa o combate tanto à associação quanto ao tráfico de drogas propriamente dito. A segunda, realizada em Vilhena, teria como  alvo diversos servidores públicos e até mesmo secretários municipais.

Operação Restolho

A operação foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (10) a fim de cumprir mais 40 mandados. Os agentes visam colocar um ponto final na associação e no tráfico de entorpecentes. A incursão policial, nascida em Alvorada do Oeste, ocorreu concomitantemente nos municípios de Costa Marques e Presidente Médici.

O saldo, de acordo com informações colhidas até então, revela o cumprimento de cinco ordens de prisão temporária e oito buscas ligadas a um assassinato, também vinculado ao tráfico.

Bem cedo, a movimentação da polícia tomou ares de megaoperação, com direito a perambulação com o helicóptero do Núcleo de Operações Aéreas e de mais de seis dezenas de agentes cumprindo doze mandados de prisão preventiva e busca e apreensão.

Em Vilhena

Já a outra operação, realizada em Vilhena, tem na ‘mira’ servidores públicos e até mesmo secretários municipais. De acordo com o site Folha do Sul Online, os agentes estariam cumprindo desde cedo diversos mandados de prisão.

Dois secretários municipais teriam sido conduzidos à delegacia. Segundo o site, ainda não há informações sobre as acusações que pairam sobre eles.

Um advogado e um servidor, que obtiveram habeas corpus recentemente, também serão presos. O primeiro cumpria prisão domiciliar e o outro havia saído recentemente da cadeia pública.

Autor:  Rondoniadinamica