Tucano foi preso há uma semana. Ambos mataram Toddynho com quatro tiros.

image[dropcap]P[/dropcap]or volta das 20h15 do dia 14 de março, Douglas Gregori Cadene Carvalho, 22 anos, conhecido como “Toddynho”, entrou numa boca de fumo na casa número 1402 da Av. 1713 no bairro Jardim Primavera em Vilhena. A boca é da menor R.R.S. 16 anos, a mesma que esteve presente no homicídio de Tarso Ricardo Pereira dos Santos no carnaval de Vilhena.

Segundo informações, Douglas chegou na casa alugada pela menor R.R.S. Ela estava em companhia de outro menor de iniciais J.F.G. de 15 anos. Douglas usou um dos quartos para consumir droga.

Douglas

Douglas

Nesse momento dois indivíduos chegaram e o executaram com uma facada e quatro tiros. O menor de 15 anos, que observou o homicídio por uma das frestas da parede, escutou Douglas gritando: “Tira a mão da minha cintura, tira a mão da minha cintura!”.

Prisão de Tucano

Prisão de Tucano

Douglas foi encontrado pela PM jogado no meio da rua perdendo muito sangue. Ele foi socorrido ao Hospital Regional pelo Corpo de Bombeiros com perfurações no lado direito do tórax, mão direita, perna direita, braço esquerdo e uma perfuração de faca no lado esquerdo do tórax.

Pouco antes de morrer, Douglas informou à polícia que os autores dos disparos foram Clésio Eli Paulino, 44 anos, vulgo “Tucano” e Julio Pereira Gomes, vulgo “Pia”, 41 anos,

Após o crime, e de posse dos nomes dos homicidas, a polícia realizou diligências para capturá-los. Ao chegarem na casa de Tucano, ele conseguiu escapar pulando o muro da casa, mas foi preso no dia 17 de março.

Há uma versão indicando que “Toddynho”, havia perseguido, dias antes do homicídio, um amigo de Tucano com arma em punho. Tal seria o motivo de Tucano tê-lo assassinado.

Na manhã desta terça-feira (25), a PM conseguiu finalmente capturar “Pia”. Ele está com tuberculose, por isso usa uma máscara no rosto.

Por Hernán Lagos
Jornalista profissional