Na noite da sexta-feira (24) Policiais Militares do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) do 3º BPM conduziram 3 suspeitos de tráfico de drogas e mais de 4 quilos de substância entorpecente em Vilhena.

Durante patrulhamento no bairro Cidade Verde II, os policiais se depararam com um homem conhecido por praticar tráfico de entorpecentes utilizando o serviço de moto taxi. Em função de elevada suspeita, os militares realizaram o procedimento de abordagem e localizaram dentro da mochila de M. C. S. a quantidade de 498 gramas de substância aparentando ser entorpecente (maconha) e um celular.

O suspeito afirmou aos policiais que se tratava de entorpecentes e que trabalhava para o casal A. A. S. e K. F. C., que residem no bairro Marcos Freire e que naquele momento em que foi interceptado pela Polícia Militar tinha acabado de buscar a droga na casa da suspeita S. R. C. C. S. no bairro Cidade Verde II e pretendia retornar ao endereço do casal.

Com o apoio de outra guarnição, os militares foram até o endereço da possível fornecedora da droga, porém a mulher havia se evadido do local. Na residência, os militares localizaram dentro do guarda roupa, vários tabletes da mesma substância que M. C. S. transportava na mochila, totalizando 3,986 Kg; além de uma carteira porta cédulas, contendo documentos em nome da suspeita de fornecer os entorpecentes e um telefone smartphone.

Após isso, os militares foram até o endereço – que possuía grande movimentação de usuários de entorpecentes – e o casal suspeito foi localizado. Ambos negaram que as drogas seriam para eles, bem como afirmaram que M. C. S. também residia ali. Durante a revista ao local, foi encontrada a quantia de R$124 em espécie, no qual não souberam explicar a origem.

O suspeito A. A. S. já possuía passagens por tráfico de drogas, inclusive havia sido conduzido no dia anterior (23 de julho) por ter um mandado de prisão em aberto pela mesma tipificação. Os dois filhos dele, ambos crianças pequenas, receberam os cuidados do Conselho Tutelar.

Todos os agentes foram conduzidos para Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), juntamente com os entorpecentes e objetos apreendidos. O moto taxista também compareceu à Unisp como testemunha.

Assessoria do 3º BPM